Home > Dicas

Seguradora faz campanha para recolher baterias e cartões plásticos

Porto Seguro fornece gratuitamente um minicoletor para armazenagem do material, que deverá se entregue em postos de coleta.

Redação da PC WORLD

07/05/2009 às 15h13

Campanha_PortoSeguro_ilustra150.jpg
Foto:

campanha_portoseguro_ilustra150.jpgA seguradora Porto Seguro lançou uma campanha para recolher cartões magnéticos, pilhas e baterias inutilizados.

A iniciativa disponibiliza minicoletores para os usuários levaram para casa com orientações sobre como descartar corretamente cada um dos materiais (por exemplo, a necessidade de picotar os cartões para garantir o
sigilo dos dados).

Quem aderir à ideia deve levar seu minirecipiente cheio às sucursais de coleta
da Porto Seguro (por enquanto apenas Grande São Paulo e interior do Estado integram
o projeto).

A ideia é que, a partir dos itens que compõem os cartões magnéticos, sejam retirados
elementos para fabricação de plásticos, cimento e pavimentação. Já os
metais pesados que compõem as pilhas e baterias devem ser separados e
reutilizados na produção de materiais refratários e cerâmicos.

Riscos
Cartões magnéticos, pilhas e baterias, quando descartados de forma indevida são altamente prejudiciais ao meio ambiente.

O plástico usado na fabricação dos
cartões leva cerca de 450 anos para se decompor, além de trazerem outros componentes não biodegradáveis, como chips, tintas e
tarjas magnéticas.

No caso das pilhas e baterias, o principal problema é a presença de metais pesados como mercúrio, chumbo,
cádmio, níquel, entre outros. Esses elementos são altamente tóxicos e causam
danos ao solo, águas, fauna e flora.

No ano passado, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de
Crédito e Serviços (ABECS), 514 milhões de cartões magnéticos circulavam no Brasil.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail