Home > Notícias

Seis executivos da Apple que você precisa conhecer

Conheça os seis principais executivos que, mesmo nos bastidores, vão ajudar a manter a Apple em ação mesmo com a ausência temporária de Steve Jobs.

Macworld/EUA

20/08/2008 às 12h33

Foto:

A história da Apple pode ter começado com Steve Jobs, mas certamente não termina por aí. A empresa afirma apreciar seus executivos de talento - uma das razões da companhia ter prosperado nos últimos anos.

Confira a lista dos seis executivos que você precisa saber a respeito:

Tim Cook, COO (diretor de operações)
tim-cook-internaEnquanto Steve Jobs desfruta da reputação de acompanhar tudo o que acontece na Apple, nos bastidores, Tim Cook está envolvido nos detalhes. O chefe de operações é responsável por tudo o que acontece na Apple: fornecimento de produtos, vendas e suporte de serviços, além de supervisionar a divisão Mac. Em outubro de 2006 o Wall Street Journal o descreveu como “um cara retraído que sem dúvida move a companhia dos bastidores”.

O executivo entrou na Apple há 10 anos, na área de produção de Mac, tirando as dificuldades dos processos ineficientes. Com o passar dos anos, Cook adquiriu mais responsabilidades, tornando-se COO da companhia em outubro de 2005. Os frutos de seu trabalho podem ser vistos nos números de vendas - a Apple bateu recorde de vendas de Macs em quatro dos últimos cinco trimestres.

Com a licença médica de Steve Jobs de janeiro a julho de 2009, Cook assume interinamente o cargo de CEO da Apple - algo que já fez em 2004, quando Jobs se afastou para tratar do câncer no pâncreas.

Eddy Cue, vice-presidente de serviços de Internet
Quando você sabe que aquele cara é “o cara” dentro da Apple? Quando Steve Jobs liga para uma pessoa para corrigir um produto de alto potencial, lançado com problemas técnicos e reclamações de usuários.

Foi a situação enfrentada por Eddy Cue com o MobileMe. Depois de atualizar o .Mac e enfrentar diversos problemas, Jobs enviou uma mensagem aos funcionários dizendo que o MobileMe “simplesmente não é o padrão da Apple”, atribuindo a responsabilidade da base de assinantes do serviço a Cue, que agora ganha o título de vice-presidente de serviços de internet. “Trouxemos Eddy para resolver esse problema”, escreveu o funcionário Chuq Von Rospach em um blog sobre o MobileMe, “isso significa que os problemas serão resolvidos”. Cue bateu um recorde na Apple - ele passou os últimos anos liderando a equipe do iTunes no momento em que a loja online dominou o mercado de música digital.

Scott Forstall, vice-presidente sênior de software do iPhone
scottforstallAlguns dias antes da Worldwide Developer Conference, o local onde a Apple revelou o iPhone 3G com mais detalhes sobre a atualização do software do iPhone 2.0, a companhia fez um outro anúncio. A mensagem se referia a promoção de Scott Forstall, nomeado a vice-presidente sênior do software do iPhone.

O momento do anúncio não foi coincidência: o iPhone tem crescido em uma parcela crítica dos negócios da Apple e Forstall surgiu como uma das figuras-chave na linha de desenvolvimento do produto. Quando, nesse momento, se discutia a complexidade do software do iPhone no evento da WWDC ou no lançamento, em março de 2008, do kit de desenvolvimento de software do iPhone, Steve Jobs promoveu Forstall.

É claro, Forstall tinha crédito é veterano há 11 anos na empresa e um dos arquitetos originais do Mac OS X e da interface Aqua. Sua última atividade antes da Apple? Trabalhava na NeXT, sob vigilância (e aparente aprovação) de seu atual chefe.

Jonathan Ive, vice-presidente sênior de design industrial
No mercado de eletrônicos e computadore, a Apple é famosa pela sua atenção ao design. Enquanto a percepção popular poderia acreditar que Steve Jobs é responsável por todos os produtos da Apple, nos últimos anos, Jonathan Ive desempenhou um papel de grande importância na definição do ícone da empresa no quesito design. Ive e sua equipe estiveram por trás de designs industriais de projetos como o iMac, iPod e iPhone. Trazendo relevância na união de formas e funções e na reação que os produtos despertam nos usuários, a mão sensível de Ive está em tudo que a Apple faz, do parafuso escondido atrás do iPod à embalagem dos produtos.

Ron Johnson, vice-presidente sênior de varejo
ronjohnsonDesde sua mudança da Target para a Apple em 2000, Ron Johnson abriu mais de 200 Apple Stores pelo mundo, incluindo a primeira loja na China. Depois de Steve Jobs, Johnson é aparentemente um dos membros mais carismáticos do time de executivos da Apple e normalmente supervisiona as aberturas das Apple Stores.

Sob a atenção de Johnson, as operações de varejo da Apple têm crescido e causado “inveja” na concorrência, trazendo aproximadamente 1,5 bilhão de dólares em vendas na internet no último trimestre fiscal da Apple e atraindo freqüentemente novos consumidores para a plataforma Mac. As Apple Stores se tornaram locais atraentes não só para fazer compras, mas também para oferecer suporte técnico e treinamento personalizado.

Greg Joswiak, vice-presidente mundial de marketing de produtos do iPod e iPhone
Greg Joswiak é um veterano bem antigo da Apple que progrediu na empresa como gerente de produtos da linha de laptops PowerBook. Depois de ocupar o cargo de chefe de marketing de produtos de hardware Mac, o executivo ficou responsável pela linha de iPods - com mais de 100 milhões de aparelhos vendidos. Joswiak agora gerencia todo o marketing de produtos da linha de iPod e iPhone.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail