Home > Notícias

Sem acordo com TIM, Embratel consegue reajuste para chamadas a celular

Ligação para celulares com código da Embratel sobe 11,33% assim que a companhia publicar as novas tarifas em jornais

Por Redação do Computerworld

23/01/2008 às 11h07

Foto:

A Embratel conseguiu acordo com quase todas as operadoras de celular do País para reajustar as tarifas das chamadas feitas com seu código de prestadora nas chamadas de longa distância (21). Só a TIM não aceitou o acordo e, por isso, o reajuste não vale para seus clientes.

Leia mais:

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou o reajuste de 11,33% para as tarifas de interurbanos do plano básico da Embratel para chamadas originadas ou destinadas a telefones celulares. Essas tarifas não eram reajustadas desde 2004 por falta de acordo entre as empresas.

Segundo a Anatel, o reajuste autorizado considerou as variações do IGP-DI, de 7,99% entre janeiro de 2004 a dezembro de 2005, e do Índice de Serviços de Telecomunicações (IST) de 3,10% entre janeiro de 2006 a maio de 2007.

A agência explicou, através de sua assessoria de imprensa, que a Embratel pode ou não adotar o reajuste, que vale para usuários de planos básicos. Esse índice é o máximo que ela pode ajustar, mas a companhia pode também decidir por um reajuste menor.

A Anatel publicou a decisão sobre o reajuste ontem no Diário Oficial da União. Agora, a Embratel precisa publicar as novas tabelas de preços em jornais de grande circulação por dois dias para que eles entrem em vigor.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail