Home > Notícias

Sem crise: Windows 7 chega à meia idade e abre portas para o Windows 10

A partir desta semana, sistema mais popular do mundo deixa de receber o chamado suporte "mainstream" da Microsoft. Novo software chega ainda este ano.

IDG News Service / EUA

12/01/2015 às 10h44

windows10logo_520.jpg
Foto:

O Windows 7 alcançará o ponto central do seu suporte nesta semana quando mudar do que a Microsoft chama de suporte “mainstream” para “extended”.

O sistema operacional pessoal mais popular do mundo vai sair do suporte mainstream nesta terça-feira, 13/1. Depois disso, no entanto, a Microsoft vai continuar a enviar updates de segurança para todos os usuários por mais cinc anos, mas sem adicionar novos recursos ao Windows 7. Além disso, qualquer solução que não seja de segurança, como updates de estabilidade e confiabilidade, serão enviados apenas para empresas que assinaram contratos de suporte.

Assim, esta semana marca o ponto central do suporte de uma década para o Windows 7, que será encerrado em 14 de janeiro de 2020.

O Windows 7 vai continuar rodando, obviamente: a migração para o suporte estendido não torna o sistema inoperável. 

A fatia de usuários do Windows 7 está perto de um recorde. Em dezembro, respondia por 56% de todos os sistemas operacionais pessoais, e 62% de todas versões do Windows.

Desde o lançamento do Windows 8, seu criticado sucessor, o Windows 7 aumentou sua participação no mercado em 12 pontos percentuais, o que representou um ganho de 26%.

Há cerca de cinco meses, aliás, a Gartner começou a pedir para as empresas iniciarem seu planejamento pós-Windows 7 se quiserem evitar uma recorrência do fim do suporte do Windows XP< quando muitas precisaram se virar para conseguir fazer a troca antes do fim do suporte, ou pior, continuaram rodando o sistema já antigo sem suporte para patches.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail