Home > Notícias

Semp Toshiba investe R$ 25 milhões em nova fábrica de PCs na Bahia

Empresa também quer reforçar produção de TV na fábrica de Manaus. Investimento total chega a R$ 150 milhões em 2010.

Nando Rodrigues, da PC World

14/01/2010 às 18h00

Foto:

A fabricante de computadores, eletrônicos e celulares Semp Toshiba anunciou nesta quinta-feira (14/1) que investirá este ano no Brasil cerca de 150 milhões de reais, 76% a mais dos que os 85 milhões de reais investidos ao longo 2009.

Segundo o presidente da empresa, Afonso Hennel, os recursos se destinam à ampliação da capacidade produtiva das unidades de negócios de computadores (Semp Toshiba Informática – STI) e entretenimento (principalmente no segmento de televisores).

“A década que começa agora se apresenta com uma excelente perspectiva e estamos confiantes nos fundamentos que balizam a economia do País, no controle absoluto da inflação e na estabilidade política, que hoje se mostra totalmente apartidária”, afirma Hennel.

A STI irá receber 25 milhões de reais para a implantação de uma nova fábrica de computadores em Salvador (BA). Além disso, serão investidos outros 8 milhões de reais em equipamentos que irão garantir à empresa ampliar a capacidade de produção. “Estamos finalizando as negociações com o governo da Bahia para a ampliação dos incentivos que já temos. Esperamos que a nova fábrica fique pronta ainda em 2010”, frisa o executivo. A nova unidade deve somar 150 novos funcionários aos 570 que hoje trabalham na STI.

Hennel diz que os números iniciais do IDC e da IT Data apontam que o mercado brasileiro de PCs pode ter encolhido até 5% no ano passado. “Crescemos 42% em volume de vendas de computadores no período, para cerca de 600 mil unidades – só em notebooks foram 270 mil unidades, quase o dobro do ano anterior - e aumentamos nosso faturamento no segmento em 25%, para 700 milhões de reais em 2009”.

Mantidas as condições atuais, a STI acredita que pode repetir o mesmo desempenho do ano passado, em termos de crescimento em volume de vendas. “Falar em faturamento é mais complicado, porque é difícil prever como os preços irão se comportar. Mas vale ressaltar que nossa operação foi e continuará ser sempre positiva, sem canibalizar o mercado”, afirma Hennel.

O presidente da Semp Toshiba diz que o negócio de informática ainda não responde pela maior parte da receita de empresa e deve permanecer assim.

De acordo com Hennel, o faturamento da Semp Toshiba proveniente de TV (CRT e LCD) foi de 1,190 bilhão de reais, praticamente o mesmo resultado obtido em 2008 (1,2 bilhão de reais). “Apesar de um primeiro trimestre horroroso, conseguimos manter os negócios no setor estáveis, mesmo porque o último trimestre de 2008 também foi impactado pela crise que se estendeu pelos primeiros três meses de 2009”.

Mercado de TVs
De olho na Copa do Mundo 2010, a Semp Toshiba vai investir cerca de 20 milhões de reais na ampliação da fábrica existente em Manaus (AM) e outros 10 milhões de reais na aquisição de equipamentos novos. Com isso, devem ser criados 350 novos postos de trabalho, elevando o número de funcionários para pouco mais de 2.600.

Hennel diz que o mercado nacional deve comprar, em 2010, 12 milhões de televisores (o mesmo registrado em 2006) e que, pela primeira vez, o número de TVs LCD deve se igualar ao de CRT (tubo) em volume de vendas.

O presidente da Semp Toshiba diz que o mercado de LCDs cresceu mais de 50% em 2009 em volume de vendas, mas a receita não avançou no mesmo ritmo, fruto de uma “verdadeira carnificina no mercado” que fez com que os preços ficassem cada vez mais baixos. “Preferimos nos resguardar, não compramos mercado, que era a necessidade de dois grandes fabricantes [ele não citou os nomes] para se estabelecer no Brasil, e sem se preocupar se suas unidades iriam dar lucro ou não”, afirma Hennel, frisando que a empresa tem a preocupação de se manter saudável financeiramente.

P&D e Marketing
A Semp Toshiba planeja lançar este ano, 64 novos produtos (em 2008 foram 58 lançamentos), 21 somente no segmento de informática e 4 novos celulares. Para isso, conta com um volume expressivo de recursos - 55 milhões (22% a mais que em 2009) - que serão aplicados na área de marketing, propaganda e promoção em pontos de venda. 

Está previsto ainda um aumento de quase 50% nos recursos destinados a pesquisa e desenvolvimento (P&D) na área de informática, totalizando 14 milhões de reais este ano.

"Essa é a medida da expectativa favorável que a empresa tem na economia. Temos absoluta certeza de que os próximos anos serão extramamentes positivos para o País", diz Hennel.

 

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail