Home > Dicas

Sete motivos que fazem as pessoas abandonarem o Linux

Interface ruim, dificuldade de instalação e carência de aplicativos compatíveis são algumas das principais razões apontadas.

Keir Thomas, PC World / EUA

07/05/2009 às 17h46

Linux-X-Desktop_150.jpg
Foto:

Linux-X-Desktop_150.jpgCom o boom dos netbooks e de computadores mais baratos - acompanhado de melhorias gritantes na interface com os usuários, o sistema operacional Linux vem ganhando cada dia mais espaço entre os novos usuários. Mesmo assim, não é difícil encontrar pessoas que abandonaram o sistema operacional do pinguim por uma versão qualquer do Windows.

Conheça os sete principais motivos dessas reclamações e saiba o que você pode fazer para contorná-las.

Leia também:
> 5 bons motivos para você conhecer o Ubuntu 9.04
> Substitutos em Linux para seus aplicativos Windows favoritos
> Guia para novatos em Linux
> Saiba como instalar o Windows no lugar do Linux
> Oito motivos para que seu próximo computador tenha Windows
> Oito motivos para que escolher um Mac em vez de PC

1 – O Linux não roda o programa que eu uso
As reclamações, em geral, estão relacionadas a programas populares, como o Photoshop, e pelo fato de muitos usuários não conhecerem substitutos para eles no universo open source.

No caso das ferramentas mais genéricas, é importante frisar que existem sim, programas gratuitos que podem substituir os programas pagos, algumas vezes com vantagens. Tem editor de imagem (Gimp), suíte de aplicativos para escritório (BrOffice), programa de e-mail (Pegasus) e muito mais, só para citar alguns poucos.

Agora, caso o problema seja uma aplicação específica, a situação se complica e pode ser que, por enquanto, ainda não haja um similar em versão open source. Nesse caso, a única alternativa que resta é continuar utilizando o Windows ou Mac OS.

2 – Instalei o Linux e ele não reconhece alguns elementos de hardware 
Para sermos justos, este tipo de erro não é mérito somente do Linux. Muitas vezes o Windows também não reconhece alguns dispositivos internos, como placa gráfica e Wi-Fi. Em favor da plataforma Linux está o fato de que uma rápida busca na web fornecerá a solução para esse problema.

Proliferam fóruns de usuários que oferecem gratuitamente todo tipo de ajuda para problemas com o sistema operacional. Inicialmente, seguir as instruções de outros usuários pode parecer complicado e levá-lo a um território desconhecido. Mas saiba que ajustes desse tipo são necessários apenas uma fez.  E é provável que, ao solucionar o problema, você aprenderá muita coisa sobre seu novo sistema operacional.

3 – É chato ter de usar a linha de comandos de vez em quando
Como explicado no item anterior, algumas vezes para que um processo, aplicativo ou dispositivo funcione corretamente da primeira vez, o usuário terá de conversar com o sistema operacional, digamos, de forma mais elementar, a partir da linha de comandos.

Isso pode ser necessário, por exemplo, para fazer o Ubuntu reconhecer um drive DVD e poder reproduzir discos de filmes; depois de baixar o software, é necessário instalar o aplicativo. Mas digitar algumas palavras estranhas não acabará com o seu dia. Apenas atente-se ao que o programa pede e quando tiver dúvidas, procure os fóruns da comunidade Linux para esclarecimentos. E, de novo, isso terá de ser feito apenas uma vez.

4 – Realizei uma ação e aconteceu algo estranho com o sistema
Por mais que os desenvolvedores procurem tornar as interfaces com os usuários mais fáceis de usar, um sistema operacional sempre terá suas peculiaridades. Uma determinada tarefa pode ser feita de uma maneira no Windows e de outra forma, digamos no OS X ou no Linux. E isso não quer dizer que um sistema seja melhor ou pior do que outro.

Uma fase de adaptação pode ser necessária para que o usuário se familiarize com a nova plataforma, seja ela qual for.

5 – Não fui muito bem recebido por alguns usuários ao postar uma dúvida em fórum
É verdade que alguns membros de comunidades não são muito educados. Mas essas pessoas podem ser encontradas em qualquer lugar, não somente em fóruns sobre o Linux. E não dá para julgar a plataforma por conta do comportamento de alguns de seus usuários.

Algumas dicas para ajudar a ser bem recebido e conseguir o que se deseja da comunidade:

a) Respeite as pessoas da comunidade

b) Seja simpático ao postar uma dúvida, mesmo que esteja se sentindo frustrado por não conseguir fazer o Linux operar bem
c) Pesquise nas bases de dados e FAQs se a solução do seu problema já existe; responder a mesma dúvida várias vezes pode irritar os usuários;

6 – Não gostei do Linux
As opiniões são válidas, afinal o Linux (como o Windows, OS X e Unix) não é um sistema operacional que serve para todos. Vale notar, porém, que a maior parte das pessoas que dizem isso se referem à sua usabilidade – um termo nebuloso que tem um significado diferente para cada pessoa.

E o pior: questionados sobre o que de fato incomoda, poucos usuários realmente oferecem uma resposta razoável. Uma primeira experiência com a plataforma, em uma versão menos amigável (quem sabe inadequada para aquele usuário em particular) pode ser a causa da queixa, criando uma barreira que depois é difícil transpor.

7 – Fui instalar o Linux e algo deu errado
Essa é uma situação que ocorre quando o programa de instalação não termina corretamente. Quando o usuário vai dar boot no sistema, em vez de se deparar com a interface esperada, ele encontra apenas uma janela de comando. Eventualmente o desktop pode ser executado, mas nenhum dos programas funciona corretamente.

Normalmente esse tipo de problema acaba por ser um evento separado, que não acontece com todo mundo. Portanto não seria justo afirmar que o Linux causou tudo isso.

Verifique se o seu computador já estava com algum tipo de problema de hardware ou de vírus e tente resolver - de novo, vale a pena buscar ajuda nos fóruns. Observe também se a instalação do Linux não apresenta algum defeito e tente instalar novamente.

E você, leitor, já teve uma experiência ruim com o Linux? Deixe um comentário sobre o que aconteceu.

pcw_logo_twitter_73.jpg
> Siga PC WORLD no Twitter em http://twitter.com/pcworldbrasil

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail