Home > Dicas

Sete passos para identificar programas devem ser carregados no boot

Desabilite tudo o que não é fundamental para o bom funcionamento do sistema, mas faça isso com muito cuidado.

Lincoln Spector, PC World / EUA

22/10/2008 às 11h14

boot_executar_150.jpg
Foto:

boot_executar_150.jpgPara início de conversa uma coisa precisa ficar bem clara: todo programa que é carregado durante a inicialização do PC e permanece na memória faz com que o sistema como um todo fique mais lento.

Às vezes, o impacto na performance é tão grande que dá ao usuário uma sensação de que algo não está funcionando corretamente. Você deve pensar: então o melhor a fazer é desabilitar a maior parte deles, certo? Em partes.

Não estamos falando aqui de programas que não se quer mais. Nesse caso, o melhor mesmo a fazer é removê-los definitivamente do seu sistema, usando os programas de desinstalação que os acompanham ou então a própria ferramenta do WindowsIniciar, Configurações, Painel de Controle, Adicionar ou remover programas. De quebra, você ainda vai conseguir alguns megabytes adicionais no seu HD.

Outros destaques da PC WORLD: 
> 16 maneiras de melhorar a comunicação pela web
> Deu pau no HD. O que eu faço agora?
> A Internet está lenta? Descubra a velocidade da sua conexão
> 41 atalhos para você usar no Windows
> Como atrasar o início de alguns programas

Estamos falando sobre programas você deseja (e algumas vezes deve!) manter, mas que não tem nenhuma razão legítima para que esteja sempre em execução, ou no linguajar mais técnico, rodando em background.

Quer exemplos? Há quem use o WinZip e o Photoshop com freqüência. Contudo, isso não que dizer que se deseje que partes deles estejam sempre rodando. Melhor que eles estejam disponíveis apenas quando se precisa deles.

remover_programas_tela.jpg

Windows: comece a faxina removendo adequadamente
aplicativos que não quer mais

Antes de por a mão na massa
Para evitar problemas futuros, crie um ponto de restauração no sistema operacional. Caso algo dê errado, você poderá voltar para a situação anterior facilmente.

No XP, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, Ferramentas de sistema, Restauração do Sistema. Selecione Criar ponto de restauração, clique em Avançar e siga as orientações do assistente. No Vista, clique em Iniciar, digita sysdm.cpl e pressione a tecla Enter. Clique na aba Proteção do Sistema e depois no botão Criar.

Uma vez que a segurança do ambiente operacional esteja garantida, siga em frente para determinar o que se deve permitir que seja carregado automaticamente durante o boot.

Para ajudá-lo nessa árdua decisão, PC WORLD listou os itens mais importantes:

1) Em primeiro lugar e com prioridade máxima, estão os programas de segurança, tais como antivírus e firewall. Sem tais aplicativos rodando permanentemente em background, a segurança do seu sistema estaria comprometida.

2) Caso estejamos falando de um notebook, é muito provável que ele tenha um aplicativo para monitorar a carga da bateria. Recomendamos que ele continue sendo executado.

3) É possível que algo, provavelmente sua placa de som ou programa de backup não funcionem adequadamente se não forem inicializados no processo de boot do sistema. Faça uma pesquisa detalhada sobre cada um deles para verificar se podem se a sua carga pode ser postergada.

4) Alguns utilitários necessitam estar online o tempo todo para que consigam fazer seu trabalho. Entre eles, citamos o Copernic Desktop Search, o qual necessita indexar seus arquivos em tempo real; e o VistaStartMenu, utilitário que melhora a interface de usuário do Windows. Para essa categoria de programas, será necessário determinar se a carga extra que acarretam são ou não impactantes para você.

auto_run_tela.jpg

Autoloaders: desabilite a opção de carga automática de
utilitários durante o boot do PC

5) O senso comum tende a nos levar a desabilitar a carga de processos por meio do msconfig, mas definitivamente lá não é melhor lugar para começar. Aplicações que possuem módulos com carga automática freqüentemente reagem com mensagens de erro quando são desabilitados por esse caminho. Se o que você quer é que uma aplicação não começa, diga isso a ela e não ao msconfig.

6) Vasculhe a bandeja do sistema. Passe o mouse sobre cada ícone para determinar o que ele faz. Encontrando uma entrada suspeita para a qual não tenha encontrado o responsável sua carga automática, clique com o botão direito sobre ela, selecione Opções, Preferências (ou algo similar no menu pop-up). Caso não encontre nada apropriado lá, tente fazer o mesmo com a aplicação principal. Examine detalhadamente cada menu e caixas de diálogos disponíveis em busca de opções que estejam relacionadas à carga durante o procedimento de boot do sistema ou com relação à exibição da aplicação na bandeja do sistema. Desabilite tais opções. Desabilite o maior número de autoloaders possível.

7) Entretanto, é possível que você tenha de apelar ao msconfig, já que nem todos os autoloaders que ficam na bandeja do sistema podem ser desabilitados da forma que descrevemos. E nem todos os autoloaders têm ícones na bandeja do sistema. Para casos como esses, clique em Iniciar, Executar (ao apenas Iniciar, no Vista), digite msconfig e pressione Enter. Selecione a aba Startup. Identifique e desabilite todos os autoloaders que não deseja que sejam executados. Caso não saiba exatamente a função de um determinado autoloader, dê uma olhada na página http://www.sysinfo.org/startuplist.php, em inglês.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail