Home > Notícias

Setor de storage encolhe 3,8% no terceiro trimestre de 2009 no Brasil

Vendas totalizaram US$ 58 milhões no perído. Números do final do ano ainda não estão consolidados, mas devem ser melhores.

Redação da Computerworld

12/01/2010 às 19h05

Foto:

As vendas de equipamentos para armazenamento de dados no Brasil movimentaram 58 milhões de dólares no terceiro trimestre de 2009, com queda de 3,8% em relação ao mesmo período em 2008. Os resultados foram impactados pela crise econômica, revela o estudo IDC sobre storage realizado na América Latina.

Porém, em termos de volume de capacidade de armazenamento das máquinas entregues, o crescimento foi de 61%, comparado ao segundo trimestre de 2009. No período de julho a setembro foram entregues ao mercado cerca de 8 petabytes.

Os setores da economia que mais investiram nessa tecnologia foram telecomunicações, governo, serviços e petróleo. A contenção de despesas e a busca pela eficiência, com otimização de espaço e economia de energia, estão entre as principais solicitações dos compradores de armazenamento.

Segundo o analista sênior de storage da IDC América Latina, Waldemar Schuster, para alguns fornecedores de soluções, estes conceitos já estão alinhados a estas demandas, como por exemplo, na virtualização de servidores, desduplicação e armazenamento em camadas, onde são utilizados discos de diferentes características e custos, para cada etapa do ciclo da informação.

Cenário para 2010
Os resultados do quarto trimestre, ainda não consolidados, tendem a ser positivos e as perspectivas para 2010 e os próximos anos são otimistas, preveem analistas da IDC. A consultoria acredita em uma retomada nas vendas do setor ao longo deste ano. O armazenamento externo deve começar a ganhar terreno progressivamente, de acordo com a IDC, já que as empresas que vinham restringindo investimentos não poderão continuar a fazê-lo por muito tempo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail