Home > Notícias

Sharp desenvolve tela de 85 polegadas com “ultra alta-definição”

Protótipo de LCD apresentado pela empresa marca mais um passo rumo a um novo sistema de televisão para a próxima década.

IDG News Service

19/05/2011 às 15h28

Foto:

A companhia japonesa Sharp desenvolveu uma LCD (tela de cristal líquido, em inglês) de 85 polegadas com resolução equivalente a 16 vezes ao que é encontrada hoje nos televisores de alta definição. Com 7.680 por 4.320 pixels, as imagens na Super Hi-Vision terão, vertical e horizontalmente, quatro vezes mais detalhes que as imagens das melhores HDTVs disponíveis hoje no mercado.

O sistema está sendo desenvolvido pela NHK, emissora pública japonesa, e as demonstrações dos primeiros protótipos mostram uma imagem extremamente detalhada, com cores muito vibrantes. As imagens são tão boas que os espectadores sentem-se imersos na cena, de uma maneira que não é possível nem com a melhor tecnologia 3D disponível no mercado.

A Super Hi-Vision deverá começar a ser testada pelo público somente por volta de 2020. O desenvolvimento da tela LCD é a conquista mais recente rumo a essa meta. Mas por causa da grande quantidade de detalhes em cada imagem (cada quadro é equivalente a uma foto de 33 megapixels) câmeras de altíssima complexidade, sistemas de mixagem, gravadores e equipamentos de transmissão capazes de lidar com a grande quantidade de informações no vídeo ainda precisarão ser desenvolvidos. 

superhivision01.jpg

"Telona" só deve chegar às salas dos consumidores por volta de 2020

Nos últimos anos, temos visto um número de desenvolvimentos em direção a protótipos Super Hi-Vision menores, mais leves e mais baratos. Neste ano, a JVC demonstrou um projetor Super Hi-Vision que tem menos da metade do tamanho e um quarto do peso dos dispositivos anteriores. O projetor, ainda assim, continua grande, pesado e caro. Entretanto, esse passo serve como indicação de que todo o trabalho em direção às metas de 2020 está progredindo. 

O desenvolvimento da Super Hi-Vision começou em 2000. A NHK, que é uma das poucas emissoras a investir em pesquisa e desenvolvimento, começou a trabalhar com HDTV em 1964 e foi a primeira no mundo a lançar a transmissão em alta definição; espera-se agora que a organização de radiofusão faça o mesmo com a Super Hi-Vision na próxima década. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail