Home > Notícias

Sistema de assinaturas da Apple atormenta desenvolvedores

“É como dar socos em uma parede”, afirma Chris Leydon, criador do app TinyGrab, que tentou conseguir mais informações; Steve Jobs teria enviado e-mail sobre o assunto

Macworld / Reino Unido

23/02/2011 às 10h42

Foto:

Um desenvolvedor de aplicativos para iPhone acusa a Apple de não explicar claramente as suas novas regras de assinatura para apps de conteúdo, fazendo com que ele não consiga saber se o seu programa terá de adotar o novo modelo.

“É como dar socos em uma parede”, disse Chris Leydon, criador do app de compartilhamento de fotos TinyGrab, em referência às suas tentativas de conseguir mais informações sobre as novas regras com a “maçã”. “É uma área incrivelmente cinza. E isso é enfurecedor.”

Leydon pediu mais informações sobre o novo modelo para a Apple, mas recebeu apenas respostas que fazem referência a seções do contrato de desenvolvedores iOS, que falam sobre o que não é permitido.

O TinyGrab é gratuito, mas possui um modelo de assinatura anual, que exige que os usuários tenham uma conta. “Mas o modelo de assinaturas dentro do app não passa informações como um endereço de e-mail. Nós precisamos dessa informação para ligar uma assinatura a uma conta do TinyGrab, algo que aparentemente não é possível no sistema atual.”

O desenvolvedor chegou a anunciar que havia parado de trabalhar em uma atualização para o programa em razão das novas regras de assinatura. Porém, voltou atrás após receber um e-mail supostamente do CEO da Apple, Steve Jobs, que teria dito que as novas regras de assinatura se aplicam apenas a apps que entregam conteúdo, não “a software como um serviço”, segundo informações do site MacRumors.

No momento, Leydon está disposto a levar o suposto e-mail de Jobs como a posição oficial da companhia e continuar a trabalhar na próxima versão do seu aplicativo, esperando que ele seja aprovado pela App Store – mesmo não trazendo a opção de assinatura dentro do aplicativo (in-app).

Até o fechamento desta notícia, a Apple não havia respondido aos nossos pedidos por comentários.

E Leyton não é o único desenvolvedor a reclamar das novas regras da Apple. Na última semana, conforme já publicamos, os serviços de assinatura de músicas Rhapsody e Last.Fm se mostraram bastante insatisfeitos com a participação de 30% da “maçã” nas assinaturas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail