Home > Notícias

Situações hilárias vividas por quem lida com a TI todos os dias

As histórias abaixo foram enviadas por leitores. Elas deixam claro que a relação das pessoas com o PC, às vezes, é bem complexa.

Redação da PC World

24/06/2008 às 19h15

perolas_usuarios_150.jpg
Foto:

perolas_usuarios_150Ao pé da letra I
Trabalho com a área de suporte técnico e treinamento de aplicativos comerciais há uns sete anos.

No começo da minha carreira, tratei o caso de um usuário que parece piada. Contando, ninguém acredita. Vejam o diálogo:

– Suporte, boa tarde!

– Boa tarde! Estou usando o programa de vocês, mas o meu leitor de código de barras não funciona...

– Ele está corretamente conectado no PC?

– Sim, ele está "ispetado" nele.

– OK. Vamos fazer um teste. Abra o bloco de notas do...

Mal acabei de completar a palavra "Windows", o cliente pediu um instante. Depois de quase desligar pensando que o cliente tinha ido tomar um café, o nosso amigo volta:

– Prontinho, moça. Fui lá ao almoxarifado porque eu não tinha bloquinho de anotação nem lápis na mesa. Agora, o que precisa anotar mesmo?

Ao pé da letra II
Tenho uma loja de informática na cidade de Bebedouro (SP). Certo dia, vendemos um micro para uma senhora aposentada e que nunca havia tocado em um mouse ou teclado antes.

Entregamos o PC, com a recomendação expressa de que fizesse um curso de informática.

Passado dois dias, o telefone toca e na outra ponta da linha estava a nossa mais nova cliente.

Logo no início da conversa ela já começou a gritar. Dizia que vendemos um equipamento com defeito, que nada nele funcionava.

Com educação, consegui acalmá-la. Pedi que ela levasse o ponteiro do mouse até o menu Iniciar no cantinho esquerdo da tela. Foi aí eu ela não parou mais de me xingar.

Pedi a um técnico que fosse até a casa dela, ver de perto o que estava acontecendo.

O problema? Ela pegava o mouse e o colocava sobre a tela do monitor. E fez isso também quando pedi para colocar o ponteiro sobre o menu Iniciar.

- Mas foi seu chefe mesmo que pediu para eu fazer isso!

++++

perolas_usuarios_150Cadê a tecla?
Este episódio aconteceu quando eu trabalhava em uma grande empresa nacional fabricante de aviões.

Um usuário da produção ligou informando que o software utilizado por ele estava apresentando uma mensagem de erro. Eu o orientei, num passo-a-passo, informando que o programa – ao ser rodada pela primeira vez após a instalação – faz algumas perguntas necessárias para sua configuração.

Após uma dessas perguntas, que eu ia traduzindo para ele, veio a mensagem "... press any key to continue!"

Disse para ele pressionar uma tecla qualquer. Ele ficou em silêncio.

Perguntei se já estava visualizando a tela seguinte, mas ele disse que estava na mesma mensagem.

Perguntei novamente e ele, de novo, me disse que estava na mesma tela.

Indaguei se o computador estava "travado", mas ele conseguia abrir o navegador e executar outras ações.

Novamente pedi a ele para pressionar uma tecla qualquer e ele respondeu:

- Não encontro essa tal tecla qualquer...

Mouse possuído
A assistente do diretor me chamou um dia para verificar um problema no mouse do computador dela, que segundo dizia, estava "louco", pois fazia movimentos sozinhos.

Ao chegar à mesa da mesma, o bendito do ponteiro estava lá, quietinho, e sem sinal de "vida própria".

Então, após alguns testes, eu disse que estava tudo bem. Foi só virar as costas que a menina deu um grito.

- Olha, olha!

Quando eu corro para ver, o mouse estava normal, paradinho. Então pedi a ela para sentar e continuar aguardando o sinal de vida do mouse "possuído".

Foi só ela sentar em sua cadeira para o dispositivo começar a se mover.

Observando-a atentamente, descobri a causa do problema. A criatura sentava-se na cadeira e cruzava as pernas. O bico de seu sapato tocava levemente o fio e o mouse, obviamente, se movia.

> Tem uma história legal para nos contar? Então nos envie um e-mail que ela será publicada aqui.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail