Home > Notícias

Smartphones: 500 milhões de pessoas usarão apps de saúde em 2015

Atualmente, há cerca de 17 mil aplicativos para a área da sáude nas grandes lojas de aplicativos; tendência é de crescimento no setor

IDG News Service

17/11/2010 às 9h04

Foto:

Em um prazo de cinco anos, cerca de 500 milhões de pessoas utilizarão aplicativos de saúde em seus smartphones, de acordo com o recente relatório Global Mobile Health Market Report 2010-2015, da companhia research2guidance.

A previsão é que mais de um terço dos 1,4 bilhão de usuários em 2015 utilize algum tipo de aplicação móvel voltada para este setor, em celulares com sistemas operacionais como iOS ou Android.

Segundo Ralf Jahns-Gordon, chefe de pesquisa da empresa, durante mais de uma década, estão sendo discutidos o uso e os benefícios destas aplicações. No entanto, só agora este mercado está realmente pronto para se tornar popular.

"Nossas descobertas indicam que a revolução móvel tão esperada em termos de saúde está próxima de acontecer. Todos, tanto empresas como consumidores, estão adotando os smartphones, como meio de melhorar o serviços prestados nesta área", declarou ele.

Um dos principais motivos para a adoção destes apps é a opção de ampliar a flexibilidade nos atendimentos e nos cuidados preventivos, já que os médicos poderão monitorar os seus pacientes em tempo real, não importa onde eles estejam.

Além disso, os novos aparelhos portáteis voltados para diagnósticos clínicos, como máquinas de ECG portáteis, monitores de pressão arterial e escalas de peso, poderão ajudar ainda mais os médicos a compreender e transmitir informações ao paciente, ainda que fora do consultório, como em casa ou na estrada. 

Ainda segundo a pesquisa, atualmente, quase metade destes apps (43%) foi projetado para profissionais, hospitais e demais empresas do ramo,  Entre eles, estão programas de educação médica continuada e aplicações de acompanhamento remoto.

No mercado, existem cerca de 17 mil aplicativos para a área da sáude nas grandes lojas especializadas. "Quanto mais profissionais e empresas adotarem a sua utilização, mais esse modelo de negócio tende a crescer ", afirma a research2guidance.

"Com o nível de sofisticação cada vez maior, nos próximos cinco anos, acreditamos que 14% da receita total deste mercado será somente com o download de apps", prevê Engle Mikalajunaite, analista sênior da research2guidance.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail