Home > Notícias

Software da Microsoft promete reduzir consumo de energia dos PCs

Solução que mantém o micro em repouso, mas sem perder a conexão com a rede corporativa, será apresentada em evento

Network World/EUA

10/06/2010 às 21h36

Foto:

Pesquisadores da Microsoft reduziram o consumo de energia dos PCs de mesa com um sistema de Sleep Proxy que mantém a conexão do PC à rede mesmo quando ele está desligado ou em modo Standby.

A Microsoft instalou o sistema de Sleep Proxy para mais de 50 usuários ativos no Prédio 99 das instalações de pesquisa de Redmond (EUA), de acordo com o site da Microsoft Research e um artigo que será apresentado na conferência técnica Usenix, a ser realizada de 22 a 25 de junho em Boston.

“Diversos estudos comprovaram que a maioria das máquinas do escritório é deixada ligada, independentemente da atividade do usuário”, escreveram os pesquisadores da Microsoft em um artigo intitulado “O fim da insônia em Seattle”. “Na Microsoft Research, nós descobrimos centenas de desktops ligados, noite e dia – um gasto significativo tanto de energia quanto de dinheiro. De fato, a economia potencial pode chegar a milhões de dólares por ano em grandes empresas.”

O Sleep Proxy permite que o PC seja desligado sem perder a conexão com a rede. No caso de uma tentativa de acesso remoto pelo usuário ou pelo administrador de TI, o PC é religado.

Na prática
O grupo de pesquisas da Microsoft não é o primeiro a trabalhar em um Sleep Proxy, sequer o único a apresentar uma pesquisa de Sleep Proxy na Usenix. Mas a Microsoft argumenta que a maioria dos trabalhos anteriores tratou de Sleep Proxies apenas em pequenos ensaios ou simulações.

++++

“Não conhecemos nenhum artigo que detalha a instalação dessas soluções de Proxy em uma rede corporativa funcional em máquinas de uso real”, afirmou a Microsoft. “Isto é desconcertante: sistemas que operam bem em ensaios frequentemente encontram desafios potencialmente sérios quando instalados em redes operacionais.”

O sistema de Sleep Proxy da Microsoft tem sido utilizado desde meados do ano passado, com software instalado nas principais estações de trabalho dos usuários. Até agora o sistema permitiu que os PCs permanecessem desligados em mais de 50% do tempo, mas a Microsoft espera aumentar este número minimizando a “interferência das tarefas de gerenciamento de TI”.

O sistema de Sleep Proxy da Microsoft tem como base dois componentes: um software para servidor, chamado SleepServer, e o SleepNotifier, que roda nas máquinas clientes.

“O SleepNotifier alerta o SleepServer imediatamente antes de o PC cliente entrar em repouso, e o SleepServer garante que todo o tráfego que deveria chegar ao cliente vá para um Proxy”, escreveu a Microsoft em outro artigo, intitulado “Tentando curar a insônia do PC”. “O papel do servidor Proxy é monitorar o tráfego e responder apropriadamente. Para algumas solicitações, ela responde em nome do PC cliente – assim, o cliente poderá continuar dormindo. Outros tipos de tráfego, como o de solicitação de acesso do usuário, faz com que o Proxy do SleepServer acorde o cliente e ofereça ao usuário um acesso remoto aparentemente transparente.”

++++

Apesar de a Microsoft usar o sistema com o Windows, ele foi projetado para funcionar em qualquer sistema operacional.

Grupo separado
O componente SleepServer é descrito por um grupo separado de pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD), que também apresentará um trabalho na Usenix.

O artigo, intitulado “SleepServer: uma abordagem baseada em software para reduzir o consumo de energia de PCs em ambientes corporativos”, afirma que a economia total de energia deve variar entre 60% e 80%.

Em termos de economia de energia, os desktops são um alvo melhor que os laptops. Os portáteis consomem menos energia quando ligados e é comum que sejam deixados em modo de repouso pelos usuários, afirmaram os pesquisadores da Microsoft. Nos prédios modernos, de 50% a 80% da eletricidade usada pode ser atribuída a equipamentos de TI, particularmente desktops, disseram os pesquisadores da UCSD.

A computação em nuvem também pode ajudar a reduzir o consumo de energia em desktops e clientes móveis, de acordo com dois outros artigos que serão apresentados na Usenix.

Um dos artigos, “O caso da Migração Parcial de Desktops com Foco em Energia”, propõe a migração das sessões inativas de desktop para a nuvem, para reduzir custos de energia. Um segundo artigo, “Eficiência de energia de clientes móveis na computação em nuvem”, mede o uso de energia de aparelhos handhelds móveis e discute “implicações para o projeto e a engenharia de soluções móveis de cloud computing eficientes em energia.”

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail