Home > Notícias

Sony não acredita em sucesso do novo portátil Nintendo 3DS

Para o diretor de marketing da companhia japonesa, John Koller, a tecnologia norte-americana funciona melhor em consoles de mesa.

Matt Peckham, da PC World/EUA

25/03/2010 às 16h36

games-150.jpg
Foto:

games-150.jpg Respondendo ao surpreendente anúncio da Nintendo, que a empresa
planeja lançar uma versão 3D
de seu popular portátil DS
até março de 2011, o diretor de
marketing da Sony, John Koller, em entrevista ao
site IGN afirmou acreditar que a tecnologia funciona melhor em consoles
de mesa. "O interesse em 3D do ponto de vista de vendedores e produtoras
de jogos está fora das tabelas", afirma Koller. "Nós sabemos que
acertamos com o 3D
no PS3
e vamos concentrar nossos esforços nisso".

Ok. Você provavelmente dirá: O que mais a Sony irá dizer? Afinal de
contas, a companhia está se debruçando sobre a venda
de TVs 3D
caríssimas e quer que você acredite que a tecnologia é a
próxima grande onda - mesmo que não seja.

E mesmo que seja, a Sony
é cética a respeito da aplicação da tecnologia 3D em dispositivos
portáteis. Estamos falando aqui sobre as telas, quem sabe apenas uma,
com menos de 4 polegadas. Pode parecer legar por um tempo ver vídeos do
YouTube por alguns segundos, mas pode ser agradável ou mesmo prejudicial
aos olhos passar muito tempo jogando nelas.

Leia também: 
>> Nintendo 3DS pode chegar ainda em 2010
>> Em mês fraco para consoles, Xbox 360 ultrapassa Wii
>> Nintendo DSi XL tem função e-reader

Koller disse querer ver até onde a Nintendo vai chegar com a
tecnologia 3D em um console portátil. Há pouco tempo no segmento de
games portáteis, o diretor da Sony diz que a estratégia da concorrente é
interessante, mas questiona o potencial de mercado que a solução possa
ter. "Uma público de 8, 9 anos de idade jogando em 3D é pouco demais
para o esforço que os pesquisadores estão tendo hoje".

E não se pode esquecer que uma TV 3D  hoje custa mais de 4 mil
dólares. Assim, o console portátil de Nintendo não deve chegar ao
mercado por menos de 200 dólares.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail