Home > Notícias

Spammer terá de pagar US$ 6 mi ao MySpace por envio de lixo por e-mail

Não é a primeira vez que Scott Richter é obrigado a pagar indenização e taxas legais por espalhar spam na Internet.

IDG News Service/EUA

17/06/2008 às 9h06

Foto:

O spammer Scott Richter deverá pagar ao MySpace 4,8 milhões de dólares em indenizações e 1,2 milhão de dólares em taxas legais, determinou um juiz nesta terça-feira (07/06).

Richter, que já foi acusado uma vez de disseminar mais de 100 milhões de mensagens de spam por dia, foi processado pelo MySpace em janeiro de 2007, em conexão com uma campanha de agosto de 2006 na qual os membros foram atingidos com mensagens não-solicitadas promovendo um site chamado Consumerpromotionscenter.com.

As mensagens eram enviadas de contas do MySpace invadidas, de acordo com o juiz do caso, Philip Boesch, e se aproveitavam de uma rede social mal equipada para lidar com problemas de segurança.

Na época, “o MySpace só empregava dois funcionários para enfrentar essas questões”, escreveu Boesch. “A equipe de segurança da empresa cresceu para aproximadamente 40 pessoas”, acrescentou o juiz.

O MySpace havia procurado uma decisão judicial para o caso, mas, em agosto de 2007, o juiz George King, do Distrito Central da Califórnia, aceitou o pedido de Richter para levar o caso a julgamento. Os termos da decisão foram divulgados na segunda-feira (06/06).

Em um comunicado, Richter disse que ele e sua empresa, a Media Breakaway, estavam felizes por terem resolvido o  problema, apontando que a indenização exigida pela Justiça foi 95% menor que o montante exigido pelo MySpace.
++++
“Nós respeitamos a decisão do juiz e não vamos recorrer”, disse Steven Richter, o presidente e conselho geral da Media Breakaway e pai de Scott Richter. “Nós vamos pagar o dinheiro determinado”.

Esta não é a primeira vez que a empresa de Scott Richter gasta milhões de dólares para combater dívidas por spam. Em 2005, sua empresa anterior, a Optinrealbig, pagou 7 milhões de dólares para liquidar semelhantes acusações feitas pela Microsoft.

Scott Ricther foi removido da organização anti-spam Spamhaus, uma lista de conhecidos spammers naquele mesmo ano.

A MediaBrekaway, que não tem outros casos de spam pendentes, está fazendo tudo isso para construir uma equipe e ter certeza de que estão agindo dentro da lei, disse Steven Richter.

O MySpace  disse que o julgamento de Richter foi o ultimo da série de passos que eles deram para combater abusos em seu site. Em maio, a companhia venceu um julgamento contra Sanford Wallace e Walter Rines com uma sentença de 230 milhões de dólares.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail