Home > Notícias

Spore pode levantar discurso sobre religião, dizem críticos

Grupos ateístas reclamam que novo game da EA vai levantar a bandeira da religião.

GamePro/EUA

12/08/2008 às 19h01

Foto:

Spore nem foi lançado ainda, mas já tem gente reclamando que o jogo "defende as religiões", de acordo com o criador do game, Will Wright.

Em entrevista à Eurogamer publicada hoje, Wright afirmou que não esperava que Spore fosse acender alertas no lado dos ateístas. "Eu esperava críticas dos religiosos, mas até agora não tive nenhuma reclamação de gente com sentimentos religiosos de que o game estaria representando uma religião errado ou seria ruim mostrar a religião no game. Foram os ateus que reclamaram mesmo".

O Spore é um game de simulação de evolução que traz a idéia de religião na era de civilização do jogo, o que, segundo Wright, tem causado problemas entre alguns militantes ateístas - o curioso é que Wright se define como ateu.

"Mas não tem nenhuma menção escondida, quem procurar não vai achar", diz Wright, completando que diversos desenvolvedores do game são religiosos.

"Vamos deixar a questão da criação do universo aberta. Claro que como jogador, você tem uma espécie de poder divino direcionando as espécies", afirmou.

O game sai para PC e Nintendo DS em 5 de setembro.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail