Home > Notícias

STI estreia no mercado de tablets com o myPad 1003G

Com preço sugerido de 1.399 reais, aparelho possui tela de 10,1”, processador dual-core e sistema Android 2.2; lançamento acontece até o fim deste mês.

Luiz Mazetto, da PC World

09/05/2011 às 11h54

Foto:

A Semp Toshiba anunciou nesta segunda-feira (9/5) o lançamento de sua nova linha de produtos STI, com destaque para o tablet myPAD 1003G, que marca a estreia da empresa no segmento - o aparelho é montado no Brasil, na fábrica da empresa na Bahia.

O mais novo concorrente do iPad possui tela de 10,1 polegadas, sistema Android 2.2 (sem possibilidade de atualização para o Android 3.0), câmera frontal para videochamadas e 16GB  decapacidade de armazenamento (expansível para 32GBvia cartão SD).. O aparelho também é equipado com um processador dual-core Nvidia Tegra 250, 512MB de RAM e uma GPU Geforce.

Além disso, o gadget possui entradas HDMI e USB (host) e conexões Bluetooth, Wi-Fi e 3G (opcional).

De acordo com a fabricante, o myPad possui duração de bateria de cerca de 6h30 reproduzindo vídeos em alta definição e pesa 700g na versão apenas com Wi-Fi e 750g no modelo com 3G.

O tablet chega ao mercado nacional até o fim deste mês com preço sugerido inicial de 1.399 reais, o mesmo do modelo mais básico do iPad 1 no País (16GB com Wi-Fi). Já a versão com 3G custará a partir de 1.699 reais.

mypad01.jpg

Tablet da STI vem equipado com versão mais antiga do sistema Android

Sem Android Market

No entanto, o aparelho não possui acesso ao Android Market, loja oficial de aplicativos do sistema da Google. Segundo a Semp Toshiba, isso acontece pois a Google só libera a loja para aparelhos com Android 2.2 que possuam planos de dados e voz, caso do rival Samsung Galaxy TAB, por exemplo.

Para compensar isso, a Semp Toshiba está lançando uma loja própria de aplicativos. Em testes rápidos, a app store da empresa não estava disponível no novo tablet, que apresentou bom desempenho para rodar vídeos e games como "Samurai II: Vengeance".

Android 2.2

O myPad vem com a versão 2.2 (Froyo) do sistema da Google e não poderá ser atualizado para o Android 3.0 (Honeycomb), primeira edição do sistema específica para tablets. A fabricante disse ainda que há a possibilidade de o aparelho receber o update para o Android 2.3, mas não deu certeza quanto a isso.

Tablet nos estudos

Vale lembrar que, conforme já noticiamos, a Semp Toshiba fornecerá cerca de 6 mil tablets para
alunos e professores da universidade Estácio de Sá. O modelo destinado
a essa parceria possui algumas modificações não divulgadas pela empresa
em relação ao myPad que chega ao mercado ainda este mês. As primeiras
turmas a receberem o tablet são de cursos de direito e gastronomia no
RJ e SP, respectivamente.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail