Home > Notícias

Sucesso do Windows Phone 7 ajudaria o iPhone, diz analista

Se a vitória da Microsoft no mundo dos smartphones se confirmar, a vítima terá sido a plataforma Android e o maior beneficiado, o aparelho da Apple.

Computerworld/EUA

10/12/2010 às 20h49

Foto:

Um proeminente analista financeiro de Wall Street declarou,
na sexta-feira (10/12), que o Windows Phone 7 foi um “sucesso de lançamento” e
que a Microsoft comercializará a nova plataforma de maneira bastante agressiva,
levando a um possível confronto com os smartphones Android - o que acabaria por
beneficiar o iPhone.

Muitos ainda discutem se o WP7 teve ou não uma estreia bem-sucedida.
Consultas aleatórias a revendas nos Estados Unidos e no Reino Unido revelaram
um número limitado de vendas e até alguma escassez de produtos. Também tem
havido poucos comentários sobre o sucesso do WP7 tanto pela Microsoft como pela
AT&T, a operadora com mais modelos de iPhone.

No entanto, o analista Charles Wolf, da Needham & Co.,
afirmou que o lançamento de 8 de novembro nos EUA, ocorrido após lançamentos em outros mercados, foi “um sucesso”. Mas Wolf destacou que apenas 135 mil usuários
ativos tinham aderido ao app do Facebook para o WP7 em 30/11 – uma possível indicação
do número de celulares WP7 vendidos até aquela data. Sua pesquisa foi
divulgada em primeira mão pela AppleInsider.

Força bruta
Apesar disso, Wolf argumentou que a Microsoft vai usar seus
500 milhões de dólares de orçamento de marketing para “comprar o suporte dos
maiores fabricantes de smartphones”. Ele afirmou que o lançamento do WP7 foi um
sucesso, mas disse que, se ele for mesmo bem sucedido como imagina, o maior perdedor será a
plataforma móvel Android.

Na ocorrência de uma batalha entre o WP7 e o Android, o
iPhone sairia ganhando, concluiu.

“Com o crescente equilíbrio entre as marcas, o iPhone
poderia sair como o único homem de pé nessa corrida”, acrescentou Wolf.

A análise de Wolf traz muitos fatores que devem ser
considerados na guerra entre as plataformas de smartphone, incluindo a forma como
o Android e o WP7 trabalham com os diversos fabricantes, como HTC, Samsung, LG,
Motorola e Sony Ericsson, ao passo que a Apple fabrica sozinha seus iPhones –
um modelo seguido também pela Research In Motion com seu BlackBerry.

Android no prejuízo
Wolf disse que, se o WP7 sair vitorioso nos próximos meses, “será
difícil não concluir que a plataforma Android sofrerá mais impacto do que
outros sistemas operacionais, por conta da semelhança dos dois modelos de
licenciamento”.

O analista também sabe que o iPhone deverá ganhar mais uma
distribuidora nos EUA em 2011 – a operadora Verizon Wireless -, o que causaria
mais prejuízo ao Android.

“O Android beneficiou-se da ausência do iPhone na rede da
Verizon, porque a operadora gastou bastante para promover a plataforma como uma
alternativa ao iPhone”, disse Wolf. “O Android cresceu, de fato, no vácuo
deixado pela implosão do Windows Mobile.”

O Windows Mobile é o predecessor do WP7 e ainda roda em
muitos handhelds resistentes a impacto e outros aparelhos, mas sua instalação para
smartphones foi considerada um erro. A Microsoft fez grandes mudanças em suas
equipes de desenvolvimento para criar a nova plataforma WP7.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail