Home > Notícias

Tablet brasileiro pode custar entre R$ 800 e R$ 1.000

Segundo o presidente Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, esse valor pode ser obtido com os benefícios fiscais do programa Computador para Todos

Redação do IDG Now!

07/02/2011 às 11h51

Foto:

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica
e Eletrônica (Abinee), Humberto Barbato, afirmou na sexta-feira (4/2) que
tablets fabricados no Brasil com os benefícios fiscais do programa Computador
para Todos poderiam custar entre 800 e 1.000 reais.

À saída da reunião com o ministro das Comunicações, Paulo
Bernardo, Barbato declarou à Agência Brasil que a inclusão do tablet no
programa de incentivos fiscais “vai facilitar a introdução do produto no País”.

Se a medida fosse aprovada, os fabricantes locais poderiam fornecer tablets em
no máximo quatro meses, afirmou.

Entre os tablets à venda atualmente no País, o modelo mais simples do iPad, da Apple, tem preços a partir de 1.649 reais, enquanto o Galaxy Tab, da Samsung, custa cerca de 2 mil reais.

Para que os tablets possam receber os benefícios fiscais será
preciso alterar a Medida Provisória 517. A pedido da Abinee, o deputado Beto
Albuquerque (PSB/RS) apresentará emenda para a alteração da MP, com a proposta
de desonerar 9,25% de impostos e reduzir alíquotas de ICMS.

Vale lembrar que a presidente Dilma Roussef manifestou no começo do ano interesse pela oferta de um "tablet popular", que poderia ficar na faixa dos 500 reais. Pelo jeito, esse preço já ficou para trás...

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail