Home > Notícias

Tablets com chip Intel devem competir com o iPad nas empresas

Primeiros dispositivos com Oak Trail chegarão com Windows 7; ferramentas de segurança superam as do equipamento da Apple

IDG News Service

13/05/2011 às 15h32

Foto:

Tablets baseados no primeiro chip desenvolvido pela Intel para o dispositivo podem não fazer grande sucesso entre os usuários finais, mas devem fazer sucesso no mercado corporativo, aposta o instituto NPD.

Por mais que o iPad, da Apple, seja um garoto prodígio, o Oak Trail é capaz de trazer nova perspectiva aos tablets, por alinhar a segurança, o software e o hardware que as companhias precisam. Por suportar o Windows 7, aliás, elas poderão vê-lo como uma alternativa válida, já que dependem do SO da Microsoft para muitas de suas tarefas.

Os tablets da Fujitsu e da Motion Computing, com processador Atom de 1.5GHz, chegarão às lojas em junho. As duas já estão aceitando encomendas dos aparelhos, cujos preços começam, respectivamente, em 729 e 899 dólares. Eles vêm com Windows 7 e têm SSD no lugar do disco rígido. Segundo a Intel, 35 dispositivos com o Oak Trail serão comercializados.

A Apple se destaca por sua criatividade e inovação, mas o mercado corporativo precisa de outras coisas, afirmou Stephen Barker, vice-presidente do instituto. Fora do mundo da maçã, alega, há inúmeras aplicações que só funcionam no Windows.

“Produtos como esses – os novos tablets – serão bem vindos porque o Oak Trail entrega uma experiência melhor em uma plataforma bastante familiar, construindo a ponte entre as necessidades domésticas e corporativas”.

Para o especialista, por mais que o iPad, com o processador ARM, ofereça ótimos recursos e desempenho superior, esses fatores são menos importantes do que a compatibilidade com os programas que as empresas usam.

Roger Key, presidente da Endpoint, concorda com o possível sucesso da Intel no mercado. “Diretores de TI serão bem mais receptivos a um tablet com Windows do que a um com iOS. Clientes comerciais, por motivos de adaptação e compatibilidade, deverão se manter com o sistema da Microsoft”.

Os aparelhos da Fujitsu e da Motion Computing terão Plataforma de Gerenciamento Confiável (TMP, na sigla em inglês), tecnologia de autenticação e ferramentas de criptografia. Futuramente, os tablets com Oak Trail poderão ser controlados remotamente, ou mesmo desabilitados se necessário.

A Intel confirmou também que o chip estará em dispositivos com Android 3.0 e Meego – SO que ainda não foi lançado. Por melhor que seja sua estratégia, no entanto, o desafio para superar o iPad será enorme, aponta Charles King, analista da Pund-IT.

“Não se pode prever, ainda, como o mercado receberá o Oak Trail. Por enquanto, o iPad parece ser à prova de balas”, concluiu.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail