Home > Notícias

TCE de Roraima adota política de segurança que inclui até pen drives

Órgão investiu cerca de R$ 90 mil em aplicativos para proteção de terminais e dados estratégicos.

Redação do COMPUTERWORLD

02/12/2008 às 10h08

Foto:

Nesta terça-feira (02/12), o Tribunal de Contas de Roraima concluiu o projeto de implementação do aplicativos de segurança da informação para a proteção dos terminais e dados estratégicos. A iniciativa é fruto de um investimento de cerca de R$ 90 mil. A solução adotada – da McAfee – será responsável também pelo gerenciamento das políticas de segurança do órgão, inclusive quanto ao uso de pen drives. 

Por adotar a política de software livre, como outras instituições públicas, o Tribunal de Contas de Roraima chegou a realizar testes de performance com diversas soluções de código aberto, segundo Wilter de Araújo Cavalcante, assessor técnico de TI do órgão. Contudo, em comunicado divulgado à imprensa, o executivo afirmou que as tecnologias concorrentes foram até quatro ou cinco vezes mais lentas.

O objetivo do projeto de Segurança da Informação do TCE/RR é garantir a integridade dos dados que trafegam na rede de seus computadores, além de treinar os técnicos da área de TI, capacitando-os a garantir a segurança da rede corporativa. Cavalcante disse que o aplicativo adotado bloqueia o acesso de pen drives infectados e elimina os vírus identificados, o que atende a 100% da demanda da instituição.

Criptografia também está nos planos do Tribunal de Contas de Roraima, já que a perda e o roubo de informações é uma preocupação latente. Cavalcante explicou que, depois da solução para preservar as máquinas e a rede de malwares que pudessem ser transmitidos por pen drives, a próxima iniciativa será a implementação de criptografia.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail