Home > Notícias

Telecom: crise pode diminuir fidelidade e incentivar mobilidade

Relatório do Yankee Group aponta possíveis conseqüências da crise economina nas telecomunicações em todo o mundo.

Redação do COMPUTERWORLD

29/12/2008 às 15h36

Foto:

A crise financeira vai forçar a adoção de
novas tecnologias de conectividade e os fornecedores do setor deverão repensar
seu modelo de serviço para sobreviver. Essas são algumas das conclusões de um
levantamento do Yankee sobre a recessão e o seu impacto no setor de telecomunicações.

"Na crise econômica global, a
necessidade vai gerar adaptação. Como o setor de comunicações é conhecido por
mudar lentamente, ele terá que redefinir seus gastos e modelos de serviço para,"
disse Zeus Kerravala, vice-presidente do Yankee Group em comunicado para a
imprensa.

De acordo com o instituto, os gastos e hábitos
de consumos de empresas e consumidores finais já estão sendo alterados por
conta da crise e, estas modificações, vão durar mais do que a instabilidade econômica
e estão definindo o futuro.

O Yankee dividiu as suas previsões em dois grandes
setores.

Para os consumidores finais, o instituto
acredita que as marcas mais reconhecidas (premium) vão perder espaço, já que
consumidores vão apostar em ofertas e deixar a lealdade de lado. Por outro lado,
os consumidores vão abandonar os fios da banda larga em busca do wireless.

Para as empresas, o Yankee acredita que o
Wireless LAN deixará de ser uma maneira de aumentar a rede para se tornar a
maneira principal de instalar uma rede. Isso vai significar queda nas vendas de
switchs tradicionais até o final de 2009.

O instituto acredita, também, que os cortes
de funcionários em massa vão forçar as empresas a buscar maneiras de gerenciar
os milhares de desktops dos demitidos. O ano de 2009, garante o Yankee, será o
ano em que as empresas vão colocar a virtualização de desktop em prática.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail