Home > Notícias

Telefônica recua e desiste de participar do leilão da GVT

Motivo foi aviso feito hoje (19/11) pela BMF&Bovespa de que não haveria mínimo de 51% de ações negociáveis. Empresa enviou comunicado à CVM pela manhã

Redação do IDG Now!

19/11/2009 às 15h02

Foto:

A Telefônica recuou da decisão de fazer seu lance para a aquisição do controle da operadora de telecomunicações GVT, depois que soube pela BM&F Bovespa que a quantidade mínima de ações não estaria disponível para negociação.

Na tarde de ontem, a Telefônica havia informado a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que iria comparecer ao leilão, marcado para hoje (19/11) às 15 horas.

No entanto, a bolsa paulista confirmou pela manhã que não foi possível alcançar os 51% de ações para venda, como queria a Telefônica.

Confira a íntegra da nota enviada pela Telefônica à CVM:

ASSUNTO: OFERTA PÚBLICA VOLUNTÁRIA PARA AQUISIÇÃO DE AÇÕES DA GVT (HOLDING) S.A.

Comunicamos aos senhores acionistas da GVT (Holding) S. A.e ao mercado em geral que, com relação à Oferta Pública Voluntária, lançada pela Telecomunicações de São Paulo S.A.Telesp, para a aquisição de até 100% das ações da GVT(Holding) S.A., em 08 de outubro de 2009(“Oferta”), a Telesp foi informada pela BM&FBOVESPA, nesta data marcada para o leilão da Oferta, que a condição para a sua realização de aquisição da Quantidade Mínima de Ações (como definido no Edital) não foi cumprida por inexistirem habilitações em montante que satisfaça tal condição,de forma que a Oferta perdeu a sua eficácia.

São Paulo, 19 de novembro de 2009.
 
Telecomunicações de São Paulo S.A. – Telesp
Gilmar Roberto Pereira Camurra
Diretor de Relações com Investidores

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail