Home > Notícias

Telefônica testa padrão IPv6 na Campus Party

Nova versão do protocolo de internet está sendo testada pela operadora há cerca de dois anos e poderá chegar aos clientes em 2011

Lucas Callegari, para a Computerworld

17/01/2011 às 20h38

Foto:

Durante todo o Campus Party Brasil 2011 (de 17/1 a 23/1), um dos principais eventos globais de inovação tecnológica, internet e entretenimento eletrônico, que acontece em São Paulo, os participantes podem se conectar à internet pela mais nova versão do protocolo IP, o IPv6. Trata-se de uma ação da operadora Telefônica, que escalou o evento, do qual é patrocinadora, para ser um laboratório de testes para aplicação da tecnologia.

Para o diretor-executivo de redes da Telefônica, Ari Falarini, a operadora escolheu o Campus Party por causa do perfil dos frequentadores. “Decidimos, em conjunto com a Futura Networks, empresa responsável pelo evento, disponibilizar a tecnologia do IPv6 porque é frequentado por pessoas aficionadas por tecnologia, que gostam de se conectar à web de alta velocidade e são usuários críticos. O feedback dessas pessoas ajuda no desenvolvimento de produtos”, diz.

O executivo salientou que qualquer participante do Campus Party poderá se conectar com IPv6. O pré-requisito é que seus equipamentos tenham aplicativos compatíveis com a nova versão do protocolo IP. Segundo ele, a Telefônica está testando a tecnologia, junto com seus fornecedores, há cerca de dois anos e pretende disponibilizá-la aos clientes ainda neste ano. “Não sei ainda qual será o dia e a hora que começaremos a oferecer. Mas estamos trabalhando para que seja em 2011”, declara Falarini.

Todo computador, roteador, servidor ou qualquer serviço conectado à internet possui um protocolo de internet. Trata-se de um endereço exclusivo do qual se envia e recebe informações. A enorme expansão de usuários de internet superou todas as expectativas em relação à utilização do IPv4, atualmente utilizado pela internet, e que tem um limite de quatro bilhões de endereços IP. Esse protocolo está próximo do esgotamento. O IPv6 foi criado pela Internet Engineering Task Force (IETF) como uma resposta ao problema de escassez de endereços do atual protocolo IPv4. O iPv6 disponibiliza um número exponencialmente maior: o número 34 seguido de 37 zeros (3,4 X 1038), o que permite oferecer bilhões de IPs para cada habitante da Terra.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail