Home > Notícias

Teria ficado na Apple se soubesse que ficaria milionario, diz fundador que largou empresa

Ron Wayne saiu da companhia 12 dias após assinar contrato de fundação com Jobs e Woz; ações vendidas por US$800 na época valeriam mais de US$3,5 bi atualmente

Macworld / Reino Unido e Redação Macworld Brasil

24/02/2012 às 14h15

Foto:

O cofundador menos famoso da Apple, Ron Wayne, resolveu contar nessa semana a sua própria versão para explicar a razão por ter deixado a companhia após apenas cerca de duas semanas do início das atividades da companhia nos anos 1970. 

Para isso, Wayne publicou em seu perfil no Facebook um post com o auto-explicativo título de “Why I Left Apple Computer After Only 12 Days, In My Own Words” (“Porque deixei a Apple Computer depois de apenas 12 dias, em minhas próprias palavras”), em que fala, entre outras coisas, que teria ficado na companhia caso soubesse que ficaria milionário. “Se eu soubesse que a empresa deixaria 300 pessoas milionárias em apenas quatro anos, teria ficado esses quatro anos." Mas depois Wayne afirma que só teria ficado esse tempo, para depois seguir seu caminho: "E então ainda assim teria ido embora depois. Steve e Steve tinham seu projeto. Eles queriam mudar o mundo da sua maneira. Eu queria mudar o mundo ao meu modo.”

O executivo, que depois escreveu um livro chamado “Insolence of Office”, disse ainda que não saiu da Apple por falta de entusiasmo pelos produtos da empresa, mas porque “não sentia que essa nova empresa era o ambiente de trabalho que via” para si próprio. 

Além disso, Wayne afirma que tinha um bom salário na época em seu emprego – “em torno de 88 mil dólares por ano na economia atual”- e lembrou que a Apple passou por maus bocados em sua história, tendo quase fechado algumas vezes. 

Estima-se que os 10% da sua participação nas ações da Apple, que Wayne vendeu por meros 800 dólares na época, valeriam algo em torno de 3,6 bilhões de dólares nos dias atuais. Sobre essa “perda” financeira, ele diz que foi algo que ajudou a construir seu caráter.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail