Home > Notícias

Terra transmitirá Olimpíadas de Pequim com exclusividade pela web

Em acordo inédito com o Comitê Olímpico Internacional, portal exibirá 13 canais simultâneos de competições para América Latina.

Guilherme Felitti, editor-assistente do IDG Now!

03/07/2008 às 13h03

Foto:

O portal Terra anunciou nesta quinta-feira (03/07) que obteve junto ao Comitê Olímpico Internacional (COI) os direitos exclusivos de transmissão das Olimpíadas de Pequim na América Latina, que começam no dia 8 de agosto na China.

Principal chamariz da cobertura do portal, a transmissão dos eventos esportivos contará com 13 canais com conteúdo simultâneo para competições ao vivo tanto, além de vídeos on-demand que, assim como os canais, poderão ser acessados pelo PC ou celular.

O acordo com o COI é o primeiro para transmissão exclusiva das Olimpíadas apenas pela internet - durante a Consumer Eletronics Show, em janeiro, a Microsoft anunciou parceria com a NBC pela transmissão online do evento usando a plataforma SilverLight.

Segundo o presidente do Terra na América Latina, Fernando Madeira, o portal está preparado para suportar a provável alta demanda de usuários pelas exibições ao vivo após a infra-estrutura montada para a exibição da Copa do Mundo 2006.

"Não temos qualquer problema de entrega de vídeo", defende, citando as 35 mil horas de vídeos assistidas diariamente pelos mais de 5 milhões de usuários brasileiros do Terra TV.

Segundo Madeira, o Terra pretende ultrapassar a cifra um milhão de acessos simultâneos por minuto nos canais ao vivo.

Para comparação, durante a Copa do Mundo 2006, jogos transmitidos em tempo real pela Globo.com atingiram picos de até 72 mil usuários simultâneos por minuto (vale ressaltar que o serviço da Globo, ao contrário do Terra, era pago).
++++
A diferença do fuso-horário entre o Brasil e a China (11 horas a mais, na comparação entre Brasília e Pequim) deverá ter impacto também na maneira como os usuários terão acesso ao conteúdo oferecido pelo portal, segundo seu diretor geral para Brasil, Paulo Castro.

"Esperamos uma audiência mais matutina, que vai acordar e ir atrás dos resultados dos jogos on-demand logo de manhã", explica.

Além das cotas de patrocínio já fechadas para a exibição, o investimento total de 7 milhões de dólares no projeto deverá ser compensado por acordos que o Terra já está negociando com operadoras pela exibição pelo celular das Olimpíadas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail