Home > Notícias

Terrorismo digital e sites que pregam racismo aumentaram de 20% no ano

De acordo com o relatório "Digital Terrorism and Hate 2010", foram identificados 11,5 mil endereços, redes e fóruns do gênero.

Redação do IDG Now!

23/03/2010 às 8h45

Foto:

O número de sites e redes sociais utilizados para propagar o ódio, racismo e atividades terroristas  cresce no mundo, segundo estudo divulgado pela organização internacional de direitos humanos Simon Wiesenthal Center. O relatório "Digital Terrorism and Hate 2010" mostra que foram encontrados cerca de 11,5 mil endereços, redes e fóruns que pregam a intolerância – 20% a mais do que o conteúdo encontrado no ano passado.

Na avaliação da entidade, essa quantidade pode ser apenas uma fração do número real de sites e páginas existente. Foram encontrados na última vistoria um jogo online que permite bombardear as vítimas do terremoto no Haiti, um fórum comparando homossexuais a ratos e vermes, um leilão de um anel supostamente retirado de um prisioneiro de campo de concentração durante o Holocausto, entre outros.

Com a expansão das redes sociais e dos sites de postagem de vídeos, este tipo de conteúdo tornou-se popular, uma vez que sua disseminação se dá por um processo mais rápido, avalia a organização. Para a entidade, o Facebook é um dos locais que mais agregam grupos empenhados em ataques às minorias. O relatório completo da Simon Wiesenthal Center é distribuído em CD-ROM para agentes policiais e agências governamentais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail