Home > Notícias

TI Verde pode aumentar demanda por videoconferência

Apesar de crise financeira estar com dias contados, redução de pegadas de carbono é o novo argumento a favor da telepresença.

Rodrigo Afonso, da COMPUTERWORLD

23/09/2009 às 18h27

Foto:

A onda de redução de custos dos últimos 12 meses afetou, principalmente, as viagens profissionais. O problema é que a necessidade de realizar reuniões, encontros e treinamentos com pessoas distantes persiste, levando as empresas a concentrarem esforços no desenvolvimento de videoconferência.

“Em empresas maiores, a economia chega na casa dos milhões de dólares”, diz Thomas Valentin, diretor geral para a América Latina da Tandberg, fornecedora de soluções de redes, vídeo e comunicações.

No entanto, muitos já defendem a manutenção da adoção em massa da tecnologia após a economia voltar à fase de aquecimento. A justificativa é a redução das pegadas (emissões) de carbono. Oo benefícios ao meio ambiente que a videoconferência gerea é ainda maior do que o impacto nos custos.

Criar uma estrutura simples é fácil: basta colocar câmeras IP com recursos de transmissão de voz em ambos os lados necessários para conectaxão. A diferença fica na qualidade dos equipamentos, que vão desde terminais com câmeras de baixa resolução, até soluções completas de telepresença, que buscam simular um ambiente real de reuniões.

“As corporações podem encontrar soluções que custam de três mil dólares a até 200 mil dólares”, afirma Valetin. “Depende do porte e da qualidade demandada”.

As que não têm fôlego para investir em uma estrutura própria, mas precisam realizar uma reunião de telepresença com urgência, contam com salas de aluguel. Alguns centros de negócios do País já realizam a oferta, sobretudo porque as viagens de última hora são as que mais causam impacto nos custos da organização.

Além disso, há ainda outras opções: as empresas podem pensar em adotar videoconferências para seleção de profissionais, reuniões para alinhamento de estratégia, acesso a especialista em locais distantes e até aprendizado a distância. “As tecnologias  permitem o compartilhamento de recursos multimídia, o que reforça a qualidade dos encontros”, diz Valentin.

Para calcular corte de custos e pegadas de carbono geradas com viagem, o que dá ideia do potencial benefício, a Tandberg criou calculadoras, disponibilizando-as no site www.seegreennow.com. O portal permite também calcular o custo do tempo perdido durante os deslocamentos e o total de horas desperdiçadas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail