Home > Notícias

Trabalhadores de fábrica que produz para Apple entram em greve

Operários chineses apontam jornadas excessivas, com casos de mais 120 horas de trabalho extra

Macworld Reino Unido

25/11/2011 às 16h11

Foto:

Cerca de mil operários de uma fábrica no sul da China que produz equipamentos para a Apple e IBM entraram em greve esta semana. O motivo da iniciativa é combater as longas jornadas de trabalho adotadas na unidade.

Os funcionários ganharam as ruas e bloquearam algumas das principais vias da região de Shenzhen. Segundo a China Labor Watch, organização de diretos dos trabalhadores com base nos Estados Unidos, é comum que os funcionários acumulem até 120 horas extras.

A organização já solicitou que empresas como a Apple “ assumam suas responsabilidades com esses trabalhadores”. A unidade faz parte do Jingyuan Computer Group, de Taiwan, que produtos componentes como teclados para Apple.

A greve foi encerrada com o compromisso de redução nas longas jornadas, com redução no volume de horas-extras solicitadas.

Em maio, uma investigação realizada na China nas fábricas da Foxconn, empresa que produz equipamentos como o iPad e o iPhone para Apple, entre outros fabricantes, acusou a companhia de tratar os funcionários de “forma desumana, como se fossem máquinas”.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail