Home > Notícias

Trauma com PSN leva Sony a contratar ex-diretor de segurança do governo dos EUA

Com passagens pela Microsoft e pelo Departamento de Defesa dos EUA, Philip Reitinger é novo chefe de segurança da informação da companhia.

Redação do IDG Now!

06/09/2011 às 12h01

Foto:

Parece que o ataque à rede PlayStation Network (PSN), que resultou no vazamento de dados pessoais de 100 milhões de usuários, realmente foi um bom aprendizado para a Sony. Isso porque a companhia anunciou hoje, terça-feira (6/9), a contratação do ex-diretor de segurança cibernética do governo dos EUA, Philip Reitinger, como seu novo chefe de segurança da informação.

“Certamente o problema com a rede (PSN) foi um catalisador para essa escolha”, afirmou um porta-voz da fabricante em entrevista à agência Reuters. “Estamos buscando melhorar ainda mais a segurança da nossa rede.”

Como informa a agência, as ações da Sony caíram cerca de 50% desde que a companhia admitiu o hack de sua rede online no último mês de abril.

Reitinger já trabalhou na Microsoft e no Departamento de Defesa dos EUA e também assumirá o posto de vice-presidente sênior da Sony.

Hack e prejuízo milionários
Para quem não se lembra, em abril deste ano a rede online PSN ficou fora do ar por algumas semanas após um ataque de hackers que tiveram acesso aos dados pessoais de cerca de 100 milhões de usuários. Segundo a Sony, o incidente causou um prejuízo de cerca de 170 milhões de dólares.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail