Home > Notícias

Três estados rompem a barreira de um celular por habitante

De acordo com números levantados pela Anatel, MS, RJ e SP têm, respectivamente, índices de teledensidade de 100,62, 100,61 e 100,09.

Redação do IDG Now!

19/08/2009 às 15h21

Foto:

Os Estados do Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo superaram, no mês de julho, a barreira de um celular por habitante. De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (19/8) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), os Estados têm, respectivamente, índices de teledensidade de 100,62, 100,61 e 100,09.

A teledensidade é o indicador utilizado internacionalmente para demonstrar o número de telefones em serviço em cada grupo de 100 habitantes. O Brasil chegou ao índice de 84,61, com um total de 161.922.375 acessos do Serviço Móvel Pessoal. 

Até então, o Distrito Federal era a única unidade federativa a ter superado a marca. O feito foi alcançado em maio de 2005, quando foi registrada teledensidade de 103,83. Atualmente o Distrito Federal tem a maior teledensidade do País, com índice em julho superior aos 153 pontos.

Já o Estado com pior teledensidade do Brasil é o Maranhão, onde o índice é de apenas 40,31, o equivalente a cerca de 40 celulares para cada grupo de 100 habitantes.

Crescimento

A Anatel informou também que, em julho, foram habilitadas 2,30 milhões de novas linhas em todo o País, crescimento de 1,45% em relação a junho e de 19,65% nos últimos 12 meses. Do total de acessos, 132,62 milhões (ou 81,91% do total) são pré-pagos e 29,3 milhões (18,09%), pós-pagos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail