Home > Notícias

Tudo o que você precisa saber sobre o Nokia Lumia 920

Aparelho é o novo “carro-chefe” da Nokia, equipado com componentes de primeira e o novo sistema operacional Windows Phone 8.

Jim Martin, PC Advisor (UK)

10/09/2012 às 12h13

Foto:

Apenas alguns dias após a Samsung anunciar o ATIV S, o primeiro smartphone com o sistema operacional Windows Phone 8, a Nokia anuncia seu novo carro-chefe. Batizado de Lumia 920, o aparelho é o sucessor do Lumia 900 (lançado no Brasil no final de julho) e também roda o novo sistema da Microsoft.

Com design similar ao seu antecessor, o novo Lumia estará disponível nas cores preto, cinza, branco, vermelho e um berrante amarelo. Continue lendo para saber mais sobre este aparelho.

Leia também
Microsoft apresenta o Windows Phone 8

Por dentro

O Lumia 920 é baseado em um processador Qualcomm Snapdragon S4 dual-core de 1.5 GHz, com 1 GB de RAM e 32 GB de memória interna. A tela de 4.5 polegadas tem resolução de 768 x 1280 pixels, e há um câmera traseira com tecnologia “PureView” e um sensor de 8.7 MP, além de uma câmera frontal de 1.3 MP para videochamadas. O aparelho também tem um sistema NFC, para comunicação sem fios com acessórios ou eventualmente uso em um sistema de pagamento eletrônico, onde o celular funciona como “carteira” para pequenas compras.

lumia920_cores-360px.jpg
Nokia Lumia 920: Cores vibrantes

É uma ficha técnica bastante impressionante, similar à de aparelhos como as versões norte-americanas do Samsung Galaxy S III ou HTC One X (que usam o mesmo processador) e digna do rótulo de “Super Smartphone”. Bem diferente da configuração modesta dos Lumia da geração anterior.

A câmera “PureView”

Apesar do nome, a câmera do Lumia 920 não tem o mesmo sensor de 41 MP do PureView 808: o sensor de 8.7 MP produz imagens com resolução de 3264 x 2448 pixels. Segundo a Nokia o rótulo PureView se deve à qualidade de imagem, resultante de características como a já tradicional lente Carl Zeiss e um novo sistema de estabilização ótica de imagem.

O arranjo, batizado pela Nokia de “lente flutuante”, é importante porque compensa o movimento das mãos e resulta em imagens mais nítidas, especialmente em condições de pouca luz. Pequenas molas mantém a lente em uma posição estável, o que possibilita a captura de fotos e videos mais estáveis, sem o “balanço” que acontece na geração atual de smartphones que não tem nenhum sistema de estabilização, seja óptica ou digital. Teremos de esperar até conseguirmos colocar as mãos no aparelho para ver quão eficaz este sistema é, mas temos certeza de que não é só um termo de marketing.

Com isso a câmera também pode manter o obturador aberto por mais tempo, o que permite a entrada de mais luz, e a abertura máxima é maior do que no Lumia 900. Há um flash para fotografia noturna, e é possível gravar vídeo em 1080p a 30 quadros por segundo, e tanto os recursos de captura de fotos quanto de vídeo são uma grande melhoria em relação à câmera de seu antecessor. 

A câmera frontal para videochamadas, com resolução de 1.3 MP, não é espetacular mas está acima da média de outros aparelhos, que usam uma câmera de 0.3 MP. Sem dúvida é uma melhoria.

O aplicativo da câmera também é impressionante. No modo (ou “lente”, na linguagem da Nokia) Smart Shoot ela pode analisar a imagem, identificar objetos ou pessoas que se moveram e permite removê-los automaticamente da imagem. É ideal para tirar fotos de amigos ou da família em um local movimentado.

lumia920_citylens-360px.jpg
"City Lens" mostra informações sobre os arredores

Outra lente é a Cinemagraph, que captura uma cena e permite que você modifique a imagem para adiconar um pouco de movimento. O resultado é uma imagem animada (como estas) que é um meio-termo entre uma foto e um vídeo.

E também há a City Lens, um app de realidade aumentada que mostra informações sobre lojas e restaurantes ao seu redor.

A tela

Assim como o Lumia 800, o 920 tem uma tela ligeiramente curva. A Nokia diz que ela é a mais brilhante, e também a mais rápida, já usada em um smartphone. Ela é capaz de ajustar não só o brilho, mas também a temperatura da cor, quando exposta à luz do sol, para que as cores sejam sempre precisas.

E a tela tem um outro truque na manga. Apesar de ser uma tela capacitiva (como a do iPhone e da maioria dos smartphones Android) ela funciona mesmo que você esteja usando luvas, o que é uma boa notícia para quem mora em locais de clima frio. A Nokia chama essa tecnologia de “Super Sensitive Touch”.

Carregamento sem fio

Outro truque interessante do 920 é a capacidade de recarregar a bateria sem precisar ser “plugado” a um carregador. Basta deixá-lo sobre uma estação de recarga e um sistema de indução (similar ao usado em algumas escovas de dentes elétricas) irá recarregar a bateria, sem necessidade de nenhum fio.

lumia920_recarga-334px.jpg
Recarga sem fio: basta encostar o aparelho na base

Além das estações de recarga da própria Nokia, haverá modelos de outros fabricantes. E a Nokia estabeleceu parcerias com empresas como a Virgin Atlantic, Coffee Bean e Tea Leaf para oferecer estações de recarga sem fios em locais públicos.

Design

O design é extremamente similar ao do Lumia 800 e Lumia 900: todo o corpo é feito em uma peça de única de policarbonato, sem juntas, encaixes ou parafusos. O aparelho mede 7,1 x 13 x 1 cm e pesa 185 gramas. Não é um smartphone “pequeno”.

Segundo a Nokia a tela é mais resistente a riscos e quebra que nos modelos anteriores. As cores disponíveis serão preto, cinza, branco, vermelho e amarelho. Ao menos por enquanto fãs do Ciano e Magenta (“Azul” e “Rosa”, cores usadas no Lumia 800 e 900) irão ficar desapontados.

Preço e disponibilidade

Ainda não sabemos quanto o Lumia 920 irá custar, mas ele deve chegar às lojas nos EUA entre os meses de Outubro e Novembro. Teremos um review completo assim que conseguirmos colocar as mãos em um deles. 

Podemos dizer que o Nokia 920 é a última chance da Nokia de dar a volta por cima no mercado de smartphones. A empresa apostou fortemente no Windows Phone 7, mas as vendas dos modelos 610, 710, 800 e 900 não foram tão boas quanto esperado. Além disso, como não há possibilidade de atualização destes aparelhos para o Windows Phone 8, os consumidores se sentiram, com razão, prejudicados.

lumia920_falante-360px.jpg
Sistema NFC facilita a interação com acessórios como alto-falantes

As boas notícias são que os desenvolvedores tem incentivo muito maior para desenvolver apps para o novo sistema, mesmo que tecnicamente não seja algo trivial adaptar algo escrito para o Windows 8 para rodar no Windows Phone 8. Grandes empresas como a Electronic Arts já declararam seu apoio ao sistema, então qualquer um que decida migrar do Android ou iOS poderá encontrar um catálogo de aplicativos similar à disposição. Ao menos a partir de 2013.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail