Home > Notícias

Ubuntu 11.10 “Oneiric Ocelot” já está disponível para download

Gratuito, sistema operacional traz interface refinada e melhores serviços online

Rafael Rigues, PCWorld Brasil

11/10/2011 às 19h05

Foto:

Outubro é um mês de alegria para os usuários do Ubuntu, uma das distribuições Linux mais populares da atualidade: é quando os desenvolvedores lançam uma nova versão do sistema operacional, a segunda no ano, após um ciclo de seis meses de desenvolvimento. 

Disponível para download a partir de hoje o Ubuntu 11.10 (codinome “Oneiric Ocelot”) traz poucas mudanças “revolucionárias” em relação à versão anterior. Além de atualizações  estruturais (como uma nova versão do Kernel Linux, agora baseado na série 3.0) o sistema tem como principais destaques uma interface mais refinada e fácil de usar e melhorias nos serviços online.

Interface “Unificada”

A interface Unity, que estreeou na versão anterior (11.04), está de volta e foi refinada. Além de melhorias no desempenho e estabilidade a Canonical tornou-a mais “universal”: há duas versões, uma padrão chamada Unity 3D, que usa a GPU (placa 3D) da máquina para acelerar a composição da interface e efeitos especiais (sombras, transparências, etc) e outra chamada Unity 2D, funcionalmente idêntica mas otimizada para máquinas com menor poder de processamento, onde uma GPU não está disponível. O sistema seleciona automaticamente qual delas irá usar.

A forma como os usuários encontram conteúdo foi modificada. Suponha que você quer procurar por um aplicativo: basta clicar no ícone da “Dash” no topo da Dock (na lateral esquerda da tela) e digitar o que você quer. Só que esta busca é “universal”, e além dos aplicativos inclui também documentos, músicas e outros itens.

ubuntu_oneiric_dash-360px.jpg

Busca por um aplicativo usando a "lente" apps

Para facilitar as coisas é possível usar “lentes” para filtrar os resultados por tipo: só os aplicativos, só os documentos, só as músicas, etc. Há três lentes padrão (representadas por ícones no rodapé do painel da dash) instaladas: apps, docs e music. Voltando ao nosso exemplo de busca por aplicativo, você pode usar a lente apps para obter resultados mais precisos. E o mais interessante: os resultados incluem não só os aplicativos instalados na máquina, como também os disponíveis no Software Center.

E os desenvolvedores poderão criar novas “lentes” que se integram ao sistema, aumentando os recursos da Dash. Já foram demonstradas lentes que fazem buscas por usuários em redes sociais, ou uma que procura por vídeos no YouTube. 

Quem prefere o desktop Gnome (interface padrão das versões mais antigas) não fica de fora: ele está disponível na loja de aplicativos Ubuntu Software Center, como um download gratuito.

Disco grátis

O serviço Ubuntu One, que oferece armazenamento online e sincronia de arquivos ao estilo Dropbox, foi ampliado. Os usuários ganharam mais espaço, e agora são 5 GB gratuitos para você guardar o que quiser “na nuvem”. Os arquivos podem ser acessados a partir de qualquer PC com o Ubuntu, Mac OS X e agora também Windows, além de smartphones Android e aparelhos com o iOS (iPhones, iPods e iPads).

Por US$ 3.99 mensais extras os usuários podem fazer um upgrade para um plano que dá direito a 20 GB de espaço e streaming de músicas armazenadas em seu disco virtual para smartphones Android. O Ubuntu One também se integra à loja de músicas Ubuntu One Music Store (acessível a usuários brasileiros com um cartão de crédito internacional): as músicas que você comprar podem ser enviadas automaticamente para o seu disco virtual.

Apps de montão

A loja de aplicativos Ubuntu Software Center foi completamente reformulada, e agora está mais parecida com lojas consagradas como a App Store da Apple ou o Android Market da Google. Além de descrições e imagens de cada programa, os usuários também podem dar notas e deixar comentários, o que facilita o processo de “descoberta” de novos aplicativos.

Segundo Maurício Pretto, Gerente Geral da Canonical para a América Latina, o Ubuntu Software Center já conta com 36 mil títulos disponíveis. A maioria deles é gratuita, mas também há softwares pagos como os jogos World of Goo e Oil Rush, entre outros títulos.

ubuntu_oneiric_loja-360px.jpg

Ubuntu Software Center: agora com reviews dos apps, escritos pelos usuários

Nestes casos, a divisão da renda é bastante generosa: o desenvolvedor fica com 80% do valor da venda e a Canonical com 20% (80/20), em contraste ao sistema 70/30 praticado pela Apple e Google. A empresa tem um site, em developer.ubuntu.com, com todas as informações necessárias para que um desenvolvedor possa criar e publicar um aplicativo no Ubuntu Software Center.

Onde baixar?

O Ubuntu 11.10 Oneiric Ocelot é totalmente gratuito e pode ser baixado em www.ubuntu.com. O arquivo .ISO tem 700 MB e deve ser gravado em um CD ou usado para gerar um pendrive de instalação (siga nossas instruções). Além do sistema operacional estão inclusos inúmeros aplicativos, de navegadores web como o Firefox a pacotes de escritório como o LibreOffice.

Também é possível instalar o Ubuntu “lado-a-lado” com o Windows usando uma ferramenta chamada Wubi. Com isso, ao iniciar o computador você poderá escolher qual sistema usar. E se não gostar do Ubuntu, poderá desinstalá-lo usando o Painel de Controle, como se fosse um programa Windows qualquer.

Mais informações sobre o Ubuntu podem ser encontradas no site oficial. Dúvidas na instalação, configuração e uso do sistema podem ser resolvidas com a ajuda dos participantes dos fóruns de discussão internacionais em www.ubuntuforums.org, ou nos fóruns nacionais mantidos pela comunidade Ubuntu-BR em www.ubuntuforum-br.org

O futuro

A próxima versão do Ubuntu será a 12.04, codinome “Precise Pangolin”, que está programada para o mês de Abril do próximo ano. Ela será uma versão LTS, com “suporte a longo prazo”: atualizações de aplicativos e correções de bugs serão disponibilizadas por três anos no desktop, e cinco anos no servidor.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail