Home > Notícias

Unicamp: pesquisadores melhoram brilho de telas com tecnologia OLED

Ao misturar dois polímeros com propriedades diferentes, as mudanças na eletroluminescência varrem o espectro de cores.

Redação do IDG Now!*

28/05/2008 às 11h43

Foto:

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) conseguiram aumentar a eletroluminescência de uma tela OLED (Organic Light Emitting Diode) misturando dois polímeros com propriedades diferentes.

O trabalho foi a tese de doutorado de Rafael Cossiello, orientada por Teresa Atvars, professora do Instituto de Química e pró-reitora de pós-graduação da Unicamp.

Nos OLEDs, há grande variedade de polímeros com propriedades eletroluminescentes e, portanto, mudanças na estrutura das moléculas possibilitam varrer todo o espectro de cores.

Veja fotos:
> TVs Digitais
> TVs Gigantes
> TVs LCD e Plasma

Teresa aponta que a vantagem da química orgânica é uma flexibilidade estrutural muito maior. O problema dos dispositivos poliméricos, porém, é que a estabilidade quimica não é tão boa e, a duração do dispositivo não é muito grande. Por outro lado, o brilho é bem maior.

Já há protótipos de TVs em que moléculas eletroluminescentes substituem o cristal líquido. Isso permite a criação de telas com espessura de 3 milímetros, algo impossível com o LCD.
++++
Prova disto é que a Sony revelou, recentemente, uma TV OLED com 0,2 milímetro de espessura. Já no setor de LCDs, a Sharp apresentou, no início do ano, TVs com espessura de 3,4 centímetros.

Para otimizar as propriedades do material, os pesquisadores misturaram um polímero eletroluminescente com outro sem essa propriedade. O resultado foi um aumento de quatro vezes na eficiência da eletroluminescência, com estabilidade maior do que no dispositivo sem a mistura polimérica.

O grupo estuda ainda vários aspectos sobre a morfologia do material, como a distribuição do material luminescente sobre a matriz não-luminescente.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail