Home > Notícias

URLs curtas estão presentes em 2% dos spams

Serviços que encurtam endereços da web têm sido úteis para spammers enganarem ferramentas de segurança e usuários, diz pesquisa da MessageLabs

Redação do IDG Now!

08/07/2009 às 8h55

Foto:

Serviços que encurtam URLs, transformando longos endereços da web em endereços com poucos caracteres, têm sido usados de maneira vertiginosa por spammers nos últimos dias.

Segundo levantamento do MessageLabs, uma divisão da companhia de segurança Symantec, divulgado nesta quarta-feira (7/7), URLs reduzidas já aparecem em mais de 2% de todos os spams enviados no mundo, com maior incidência desde o dia 28 de junho.

De acordo com o jornal The New York Times, os serviços encurtadores de URLs estão permitindo que spammers invadam ferramentas anti-spam que têm como alvo domínios desconhecidos. Inadvertidamente, os serviços têm ajudado spammers a enganar os usuários que normalmente suspeitariam antes de clicar em links com endereços desconhecidos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail