Home > Dicas

Use o Bitlocker para criptografar seu HD

De posse de seu computador, malfeitores podem acessar todos os seus arquivos mesmo sem conhecer sua senha do Windows. Proteja-se usando o poder da criptografia.

Eric Geier, PCWorld EUA

11/11/2011 às 13h08

Foto:

Mesmo sem saber a senha de seu usuário no Windows, intrusos podem facilmente conseguir acesso aos arquivos (e senhas) armazenados pelo Windows e outros programas em seu computador. Eles podem fazer isso simplesmente dando boot em um sistema operacional (Windows ou Linux) a partir de um CD ou pendrive. Depois disso, poderão acessar todo o conteúdo de seu HD, assim como você pode quando está logado no Windows.

A única forma de proteger completamente seus dados é usando a criptografia. Com isso, seus arquivos serão codificados com uma “chave” e, sem ela, parecerão lixo sem sentido. Você pode criptografar arquivos específicos, mas para proteger seus arquivos de sistema e senhas armazenadas na máquina o melhor é criptografar todo o conteúdo do disco rígido. Esta operação toma mais tempo, e exige um pouco mais de esforço, que a criptografia de arquivos selecionados, mas oferece mais segurança, e é uma ótima opção para notebooks e netbooks, aparelhos que podem ser facilmente roubados ou perdidos.

Se seu PC roda as versões Ultimate e Enterprise do Windows Vista ou Windows 7, você pode usar o Bitlocker, recurso incluso no sistema operacional, para criptografar todo o disco. O Bitlocker protege todos os seus arquivos pessoais e documentos, bem como todos os arquivos de sistema e senhas armazenadas ou salvas em cache no HD. Embora a Microsoft inclua o BitLocker com estas duas versões do Windows, o recurso não está habilitado por padrão. Para ativá-lo, você precisa habilitá-lo manualmente no item Sistema e Segurança do Painel de Controle.

Depois de criptografar seu disco com o BitLocker, você não irá notar nenhuma diferença no uso de seu computador. Ao contrário da maioria dos programas de criptografia de terceiros, não é necessário usar uma senha especial para acessar o sistema, apenas sua senha do Windows para fazer login em sua conta. O disco é automaticamente decriptado usando um método que o protege de “bisbilhoteiros” externos.

Mas para suportar um sistema de criptografia tão simples, seu computador precisa atender a alguns requisitos de software e hardware bastante exigentes. Para começar, são necessárias duas partições NTFS no disco: uma “partição de sistema”, que contém apenas os arquivos necessários para inicializar o computador e decriptar o disco, e uma “partição de sistema operacional”, que contém todo o restante do Windows e seus arquivos.

Se a partição de sistema não estiver disponível, o BitLocker irá se oferecer para criá-la automaticamente, mas às vezes não há espaço em disco suficiente para isso. Além disso, seu computador deve ter uma placa-mãe com um chip chamado TPM (Trusted Platform Module), e a BIOS deve atender aos requisitos do TCG (Trusted Computing Group). O chip TPM não é absolutamente necessário, mas sem ele a configuração e usabilidade são mais complexos.

Mesmo que você não entenda os requisitos, não se preocupe: para saber que o seu sistema é compatível basta abrir o Bitlockr: clique em Iniciar / Painel de Controle / Sistema e Segurança / Criptografia de disco BitLocker / Ativar o BitLocker.

Se seu computador não atender aos requisitos, você será avisado. Se você receber uma mensagem de erro dizendo que seu computador não tem um chip TPM, pode ser que ele tenha um mas ele não esteja habilitado na BIOS, nesse caso verifique as configurações dela. Se ainda assim o BitLocker não funcionar, sua alternativa é usar um software de criptografia de terceiros, como o DiskCryptor.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail