Home > Notícias

Usuário de baixa renda compra mais iPhone 3G

Posse do iPhone cresceu após barateamento e porque usuários estão optando por adquirir celular no lugar do computador.

Computerworld/EUA

30/10/2008 às 19h02

Foto:

Os consumidores com menor poder financeiro lideram as vendas do iPhone 3G, da Apple, revelou a comScore nesta quinta-feira (30/10).

Segundo a pesquisa, os usuários mais pobres estão substituindo o computador de casa por um iPhone para economizar dinheiro.

Segundo dados da comScore, o crescimento mais forte nas vendas do iPhone desde julho desde ano, quando o modelo 3G com o preço reduzido foi lançado, vem dos norte-americanos que têm mais baixa renda.

Enquanto a posse do iPhone, em geral, cresceu 21% desde junho, a adoção aumentou 48% entre as pessoas com salário anual entre 25 mil dólares e 50 mil dólares, respectivamente. Além disso, o crescimento foi de 46% entre os que ganham 25 mil dólares e 75 mil dólares ao ano.

Em compensação, a posse do aparelho entre os norte-americanos com renda anual superior a 100 mil dólares cresceu apenas 16% no mesmo período.

A comScore obteve os dados com base em sua pesquisa mensal com 33 mil usuários de celular, considerando a partir de julho.

No trimestre passado, a Apple vendeu 6,9 milhões de iPhones. Desde o começo do ano, foram 10 milhões de aparelhos e a meta era alcançar esse número em dezembro.

iPhone no Brasil

Lançado por Vivo e Claro, o iPhone no Brasil chegou ao mercado com preços nada populares. Um levantamento realizado pelo IDG Now!, na época, mostrou que o iPhone 3G brasileiro era o mais caro da América Latina.

Apesar dos preços, os estoques de Claro e Vivo rapidamente se esgotaram. A TIM, a terceira operadora que disse que iria ter o iPhone 3G, agora promete o lançamento para o Natal.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail