Home > Notícias

Usuário de iPhone 4 testa Windows Phone 7 – e gosta do que vê

A aposta da Microsoft para o mercado de dispositivos móveis tem boas propostas, mas isso é o suficiente para superar o Apple?

Tony Bradley - PC World/EUA

29/11/2010 às 16h47

Foto:

Eu tenho um iPhone 4. Antes, tinha um 3GS. Ainda me lembro, no entanto, que posterguei a transição à solução da Apple o máximo que consegui, já que dependi do Windows Mobile por muito tempo. Agora, com todo o entusiasmo acerca do Windows Phone 7, pensei que valia a pena testá-lo. Não me arrependo: talvez, tenha chegado a hora de voltar à plataforma móvel da Microsoft.

Para ser sincero, a gigante dos softwares me abandonou antes que eu a abandonasse. Adotei o iPhone porque o Windows Mobile simplesmente não estava acompanhando o ritmo de inovações de seus rivais. A partir do momento em que a Microsoft reformou seu departamento de dispositivos móveis e voltou ao jogo, redesenhando seu sistema operacional, percebi que minha ansiedade quanto ao que viria por aí retornara.

Mesmo porque eu até gostava do Windows Mobile. Tive um HTC 8125, um HTC 8525 e, por último, o HTC 8925 - também conhecido como Tilt.

Duas semanas com o WP7
Pois bem, tive a oportunidade de experimentar o Windows Phone 7: por duas semanas, abandonei meu iPhone 4 e utilizei o HTC Surround como meu principal smartphone. Foi interessante examinar o funcionamento do sistema da Microsoft no hardware da fabricante taiwanesa. Afinal, era justamente ela que fazia os melhores dispositivos para o antigo SO da companhia de Redmond.

Sincronização sem fio
É ótimo poder sincronizar os dados de meu PC com os do meu Windows Phone 7, sem ter de ligá-los via cabo USB. Definitivamente, não senti falta de conectar o iPhone à máquina, abrir o iTunes e, só aí, iniciar o processo.

Aplicativos Office
Eu gosto do Office – e mesmo que não gostasse, eu dependo dele. Uma das primeiras coisas que precisei fazer ao adquirir o iPhone, ou o iPad, foi encontrar um jeito de visualizar, criar e editar arquivos do Office a partir dele. Uma das maiores vantagens dos smartphones da Microsoft é que eles sempre vêm prontos para a tarefa; o Windows Phone 7 manteve a tradição.

Integração com Facebook
Enquanto os recentes rumores sobre um smarphone com a marca Facebook não se tornam realidade, o Windows Phone 7 deve ser o que mais se aproxima disso. O “hub" (agregador) "Pessoas” se amarra perfeitamente às redes sociais, trazendo as atualizações de todos os contatos do usuário.

Além do Windows
Eu não tenho um Mac – por mais que esteja esperando que o Papai Noel me traga um MacBook Air este ano – mas sempre achei muito limitado da parte da Microsoft não fazer com que seu SO móvel suporte os computadores da maçã. Agora, no entanto, com o Windows Phone 7, a sincronização com o Mac OS X também é possível.

Nuvem
O iPhone sempre foi ridicularizado por não ter a memória expansível e, embora os aparelhos com Windows Phone 7  aceitem cartões SD, tal conceito parece meio defasado em se tratando de plataformas móveis. Felizmente, todos smartphones com acesso à Internet podem utilizar serviços de armazenamento na nuvem; nisso, o sistema da Microsoft sai na frente: ele possui integração completa com o Skydrive, outro produto da própria empresa.

Interface e conclusão
Também apreciei a interface única do SO. A ideia dos hubs é uma ótima inovação - frente aos ícones do iPhone e seus inúmeros clones – e a navegação por meio deles é intuitiva e bonita.

No entanto, apesar de tudo isso, devo admitir: minha experiência com o Windows Phone 7 não foi um mar de rosas e não pretendo abandonar meu iPhone em definitivo. Sim, é verdade, ainda o vejo superior ao seus rivais. Por enquanto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail