Home > Notícias

Usuários do Metrô SP serão avisados sobre problemas via SMS

Cadastro já pode ser feito no site da companhia. Mensagens devem chegar aos celulares em menos de um minuto após a falha.

Redação do IDG Now!

06/05/2011 às 16h25

Foto:

Usuários do Metrô de São Paulo já podem se cadastrar no site do Metrô para receber informações sobre a situação das linhas no celular, via SMS (torpedo). A previsão é que o serviço comece a funcionar em junho.

O recurso é uma expansão do serviço “Direto do Metrô”, disponível no site da companhia (inclusive na versão mobile) desde 21 de março. Ele fornece informações em tempo real sobre a operação das linhas metroviárias.

Ao fazer o cadastro, o usuário pode escolher até três linhas que mais utiliza e até três faixas horárias (de duas horas cada, dentro dos horários em que o Metrô opera). Também é possível selecionar os dias da semana. Só serão enviadas mensagens sobre as linhas, dias da semana e horários escolhidos pelo cadastrado.

O “Direto do Metrô” aponta interferências que afetam uma linha em sua totalidade– falhas pontuais e breves não são exibidas pelo sistema, diz a empresa. São informados os “incidentes notáveis” – fatos que causem transtorno aos usuários e interferências na circulação de trens programada para determinado horário.

O site mostra uma tabela na sua página inicial, composta por três colunas: a primeira mostra o nome da linha, a segunda como está a operação (por meio de sinal que muda de cor); e a última, uma breve descrição sobre a situação do momento. A coluna central faz uma analogia aos semáforos: quando o círculo aparecer em verde, a operação está normal; em amarelo, restrição e em vermelho, paralisação ou um problema grande. As mensagens serão geradas e enviadas para os celulares cadastrados toda vez que ocorrer mudança na cor (status). Haverá informações sobre todas as linhas, exceto a 4-Amarela, administrada por uma empresa privada.

De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, os SMS serão enviados para os cadastrados em menos de um minuto após o registro da ocorrência pelo Metrô. "Vai ser um importante mecanismo para mantermos contato com os passageiros. Vamos ajudá-los a decidir com mais precisão as melhores formas de se dirigir para casa ou para o trabalho", disse o presidente do Metrô, Sérgio Avelleda, ao jornal.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail