Home > Notícias

Usuários do MobileMe continuam com problemas

Apple afirma que falha nos e-mails afeta 1% dos usuários. Usuários contestam informação e pedem mais explicações à empresa.

Computerworld/EUA

22/07/2008 às 10h56

Foto:

O serviço do MobileMe continuou irritando usuários devido à interrupção no acesso ao e-mail que já demanda vários dias.

“Eu não pude receber nenhum e-mail na conta de e-mail do MobileMe entre sexta de manhã e o meio-dia da segunda-feira”, disse um dos usuários, identificado somente como “M&C”, no fórum da Apple nesta terça-feira (22/07). “Eu não posso acreditar que a Apple não explicações sobre isso no site do MobileMe”.

O suporte do site inclui uma nota da Apple: ”1% de membros do MobileMe não podem acessar o MobileMe Mail. Nós nos desculpamos por qualquer inconveniente”, diz a seção “System Status”. A mensage mé a mesma desde sábado (19/07), dizem os usuários das contas.

A nota tem sido levada a sério pelos clientes que não conseguem acessar seus .Mac ou serviços MobileMe: alguns assinantes têm chamado a si mesmos de “grupo do 1%”
“Eu sou o grupo do 1%”, disse “joemac1960” em outro grupo de discussão do suporte. E acrescentou: “Eu acho que muitas das pessoas que estão no mesmo barco que eu (sem e-mail por 3 dias e meio) nem vêm mais a esse fórum”.

Outros usuários mais alterados: “Isto é ***** ridículo!! Cinco dias sem e-mail”, disse um usuário chamado "smellslikecinnamon" em outro fórum. “Vocês não podem oferecer uma alternative de endereço de e-mail fora da Apple, assim saberemos que **** está acontecendo?”.

A Apple tem tido problemas de assinantes que migraram do seu serviço online original .Mac para o novo MobileMe ao tentar acomodar os usuários existentes e os novos clientes que assinaram o novo “push” do iPhone 3G e outros dispositivos com sincronização de dados.

Um dia antes do lançamento do iPhone 3G em 11 de julho, usuários do .Mac reclamaram sobre a longa interrupção do MobileMe. O processo era para demorar apenas algumas horas, mas se estendeu por quase todo o dia.

Na semana passada, outros clientes culparam a Apple por dizer que a sincronização do MobileMe era “push” ou quase instantânea, quando na verdade não era. A Apple pediu desculpas aos usuários e ofereceu um crédito adicional de 30 dias de serviço pelos aborrecimentos.

 “Como a maioria, eu não tenho tido acesso ao meu e-mail desde quinta-feira por volta da 1h e tenho esperado muito, sem sucesso, para falar com o suporte da Apple”, disse Joe Holley em uma mensagem postada no sábado no fórum do suporte. “É óbvio que nós não temos a solução e o problema é muito maior do que o 1% dos usuários declarados. Eu, como a maioria, estou sentindo que a Apple não está sendo honesta com a porcentagem de usuários afetados e com a extensão do problema”.

Outros usuários disseram que o MobileMe é o pilar que impulsiona o iPhone na concorrência com o mercado de smartphones como o BlackBerry da Research in Motion, mas que a realidade não se compara com a promessa da Apple.

O MobileMe foi apresentado como “Exchange para o resto de nós” pelos executivos da Apple, incluindo o CEO Steve Jobs, quando foi revelado em junho. A referência se deveu à nova característica de sincronização aos usuários de iPhone que não têm e-mail ou atualização de calendários e listas de contatos no servidor de e-mail corporativo do Microsoft Exchange.

O serviço também oferece novo webmail, contatos e aplicativos de agenda, com 20 GB de armazenamento, o dobro concedido a usuários de .Mac, por um preço anual de 99 dólares.

A Apple não respondeu às ligações para comentar sobre a continuidade dos problemas do MobileMe e no serviço de e-mail.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail