Home > Notícias

Usuários rejeitam idéia de pagar pelo Twitter

Em pesquisa, 49% dos americanos dizem ter usado microblog, mas nenhum deles pagaria por isso.

Redação do IDG Now!

26/07/2010 às 17h04

Foto:

Metade dos americanos disse já ter usado microblogs como o
Twitter. Porém, ninguém concordaria em pagar pelo serviço, revelou a nona edição
da pesquisa Digital Future Report 2010, do Centro para o Futuro Digital da
Universidade do Sul da Califórnia (USC).

De acordo com o estudo, divulgado na sexta-feira (23/7), 49%
dos entrevistados disseram já ter usado microblogs como o Twitter. Mas,
perguntados sobre se pagariam por tal serviço, o porcentual dos que disseram
sim foi 0%.

“O resultado ilustra, acima de qualquer dúvida, o tremendo
problema de transformar usuários gratuitos em usuários pagantes”, ressaltou o
diretor do Centro para o Futuro Digital, Jeffrey Cole, em comunicado.

Propaganda e notícias
O relatório detectou ainda que 50% dos usuários nunca clicam em publicidade
online, e 70% disseram achar as propagandas na web um “aborrecimento”.  Por outro lado, 55% dos usuários ouvidos
afirmaram preferir ver propaganda online a pagar pelo conteúdo.

Sobre o hábito de ler jornais, o estudo destacou que, como
fonte de informação, os jornais estão abaixo da Internet e da TV. Perguntados
quais seriam as fontes importantes ou mais importantes, 78% apontaram a
Internet, 68% a TV e 56%, os jornais.

Além disso, 18% dos entrevistados admitiram ter cancelado
uma assinatura de jornal por causa da Internet. E, se eventualmente seu jornal
preferido parasse de circular, 59% disseram que procurariam pela edição online
e 37% procurariam a edição impressa de outra publicação.

Política online
Curiosamente, mais de 70% dos usuários concordaram com a afirmação de que a
Internet é importante para campanhas políticas. No entanto, apenas 27% dos
usuários disseram acreditar que, por meio da Internet, os representantes
públicos ouvirão mais o que pensam as pessoas.

A pesquisa também procurou retratar o comportamento do
usuário americano de Internet. Soube-se, pelo levantamento, que a rede já é
visitada por 82% dos americanos, com tempo médio online de 19 horas por semana.

Embora 100% dos pesquisados com 24 anos ou menos esteja
online, 15% dos americanos entre 36 e 45 anos não usam a Internet. Entre os
entrevistados de 46 a 55 anos, esse índice é de 19%.

Quanto à confiança nas informações online, 61% dos usuários
disseram que apenas metade ou menos da metade das informações online é
confiável. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail