Home > Notícias

Vai comprar um PC? Escolha um pronto para o Windows 8!

Bastam alguns cuidados para se certificar de que sua nova máquina estará pronta para o sistema operacional da Microsoft. Veja nossas dicas.

Loyd Case, PCWorld EUA e Rafael Rigues, PCWorld Brasil

03/10/2012 às 15h59

Foto:

O Windows 8 chega às lojas em menos de um mês, e com ele toda uma nova safra de computadores com o novo sistema já instalado. Mas se seu notebook morreu ou seu desktop está nas últimas e você precisa de um PC agora, ou quer aproveitar uma promoção imperdível, o que fazer? Basta seguir estas dicas. Com alguns cuidados simples você pode garantir que sua nova máquina estará preparada para o novo sistema quando você decidir migrar.

Leia também
Como preparar seu PC atual para o Windows 8

Dicas gerais

RAM: a Microsoft diz que o Windows 8 exige um mínimo de 1 GB (na versão de 32 Bits) ou 2 GB (na versão de 64 Bits) de RAM para rodar, e em nossos testes realmente conseguimos usar o sistema em máquinas com apenas 1 GB. Mas isso leva em conta apenas o sistema operacional: seus aplicativos também precisam de RAM, e quanto mais, melhor será o desempenho do PC. Não existe “RAM demais”, 4 GB é o mínimo que recomendamos para realmente aproveitar o novo sistema.

ram_sodimm-360px.jpg
RAM: 4GB é o mínimo recomendado. Quanto mais, melhor!

Monitor: este é um ponto especialmente importante para quem vai comprar um notebook, já que não dá pra “trocar” o monitor depois. A nova interface do Windows 8 traz uma série de exigências quanto à resolução de vídeo. Para começar, ela sequer irá aparecer a não ser que a resolução seja de ao menos 1024 x 768 pixels. Menos que isso e o sistema ainda roda, mas ficará restrito à interface desktop e aos aplicativos escritos para o Windows 7 ou versões anteriores. Isso mesmo, nem os aplicativos feitos sob medida para o Windows 8 irão funcionar.

Outro recurso do Windows 8 que depende da resolução é a capacidade de ter dois aplicativos abertos “lado a lado” ao mesmo tempo: para isso é necessário um monitor com resolução de 1366 x 768 pixels, pelo menos.

Portanto, se você está comprando um notebook, procure um modelo com um monitor com resolução de pelo menos 1366 x 768 pixels. No caso de desktops prefira aqueles com um monitor “widescreen” de ao menos 19 polegadas, com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) e portas HDMI e DVI. Uma porta VGA é um recurso ainda encontrado em alguns modelos, mas só é útil se você pretende ligar um PC mais antigo ao monitor.

win8buy_ssd-360px.jpg
Uma unidade SSD, como a da foto, garante agilidade no dia-a-dia

Disco: unidades SSD são que há de mais moderno em termos de armazenamento de dados em computadores pessoais. Em vez de um disco coberto com material magnético que gira em alta velocidade elas usam chips de memória Flash (como nos pendrives) para armazenar informações. São muito mais rápidas do que os HDs tradicionais, consomem menos energia e como não tem partes móveis, são imunes a choques ou vibração. Só tem um problema: são caras, por isso é mais comum encontrá-las em máquinas mais sofisticadas, como os Ultrabooks, e por causa do alto custo a capacidade é geralmente limitada a 128 GB.

O Windows 8 conhece todos os truques para tirar o máximo desempenho destes “discos”, e uma máquina com o novo sistema e um SSD é capaz de dar boot em menos de 15 segundos e “acordar” da hibernação quase que instantâneamente, além de abrir programas e lidar com arquivos de múltiplos gigabytes com muito mais agilidade.

Se você puder arcar com o custo, invista em uma máquina com um SSD. Se achar que o espaço em disco é pouco (pode ser o caso se você tem uma extensa coleção de fotos, vídeos e música) ou o preço salgado demais, procure máquinas com discos híbridos. Eles combinam um SSD de pequena capacidade (20 ou 32 GB) com um HD tradicional, com os benefícios de ambos: os arquivos mais acessados, como o sistema operacional, ficam armazenados no SSD, garantindo a agilidade. Enquanto isso o HD, com muito mais espaço, armazena o restante dos dados.

Notebooks

Há poucos notebooks no mercado equipados com telas sensíveis ao toque, e não há garantia de que um PC “conversível” projetado para o Windows 7 seja capaz reconhecer 10 toques simultâneos (10-Point Multitouch), um requisito para aproveitar todos os recursos relacionados a toques e gestos no Windows 8. 

win8buy_trackpad-360px.jpg
Um trackpad multitoque é essencial para tirar melhor proveito da interface do Windows 8

A solução é procurar uma alternativa. Prefira notebooks que tenham um trackpad que traga “10-Point Multitouch” e o que a Microsoft chamada de “Edge Detection” (algo como “Detecção nas bordas”), ou seja, a garantia de que o trackpad é capaz de reconhecer toques até sua borda, com a mesma precisão que um toque no centro. Entre as máquinas atualmente no mercado equipadas com este recurso estão Ultrabooks como o Zenbook Prime UX31A, da ASUS.

Desktops

Além das dicas gerais que mencionamos acima, já pouco no que ficar de olho ao comprar um desktop. Uma coisa que faz a diferença é se a máquina for equipada com uma GPU (a popular “placa de vídeo”) dedicada, especialmente um modelo compatível com a tecnologia DirectX 11.1.

Com isso, o Windows 8 pode delegar várias tarefas relacionadas a imagem, como as animações da interface, reprodução de vídeo, renderização de texto e rolagem de páginas web, à GPU, o que irá deixar seu PC mais “ágil” em várias tarefas.

Se estiver pensando em um PC “All-In-One” com tela sensível ao toque, leve em consideração as mesmas dicas dos trackpads dos notebooks: procure modelos com telas capazes de “10-Point Multitouch” e Edge Detection. Mas se a máquina tem um monitor comum, considere um mouse ou dispositivo de entrada com sensibilidade ao toque. A Microsoft lançou recentemente o Touch Mouse, que funciona como um mouse normal mas tem uma superficie sensível ao toque que tem suporte aos gestos multitoque do Windows 8.

win8buy_aio-360px.jpg
Ao comprar um All-In-One, cuidado com a resolução da tela. E certifique-se de que ela é multitoque

Já a Logitech produz o Wireless Touchpad, um aparelho com uma superfície de 5 polegadas que suporta gestos multitoque e deve funcionar com o reconhecimento de gestos do Windows 8. Grandes superfícies sensíveis ao toque podem emular a forma como as telas sensíveis ao toque funcionam, e servir como um substituto viável.

Garanta o upgrade

Quem comprou (ou pretende comprar) um PC com o Windows 7 (Home Basic, Home Premium, Professional ou Ultimate) entre 2 de junho de 2012 e 31 de janeiro de 2013 pode receber um desconto na compra da atualização para o Windows 8 Pro.

Para garantir o novo sistema por apenas R$ 29 o usuário deve se inscrever no site da promoção até 28 de fevereiro de 2013 e fornecer informações como data da compra, nome da loja, marca e modelo do computador. Com isso, receberá um e-mail com um código promocional e instruções para a compra e instalação do novo sistema. A oferta também inclui 90 dias de suporte técnico gratuito junto à Microsoft.

Nosso conselho: pense no uso futuro

Você pode não se sentir tentado a adotar o Windows 8. Mas mesmo que este seja o caso, ao planejar uma compra vale a pena se certificar de que os componentes funcionam bem com o novo sistema. Talvez você não se interesse pelo Windows 8 hoje, mas no futuro pode encontrar um app que justifique a mudança.

E quando você revender seu PC ou passá-lo para seus filhos, talvez eles ou o comprador queiram o Windows 8. Ou seja, faz sentido pensar no futuro ao adquirir hardware. Assim você reduz as chances de encontrar um “beco sem saída” ou ter de trocar componentes incompatíveis que comprou hoje. Com isso, você economiza tempo e dinheiro.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail