Home > Notícias

Valve adia o Steam Controller, e talvez as Steam Machines, até 2015

Controle é um aspecto crucial das “Steam Machines” e do SteamOS, plataforma projetada para levar os jogos de PC para a sala de estar.

Hayden Dingman, PCWorld EUA

28/05/2014 às 17h53

SteamMachine_Abre-520px.jpg
Foto:

Um projeto da Valve foi adiado? Diga que não é verdade!

OK, talvez devêssemos ter esperado isto de uma empresa tão notória por seus atrasos que a expressão “lançamento no ritmo da Valve” se tornou uma piada comum na indústria de jogos. A empresa anunciou nesta terça-feira que o Steam Controller e (presume-se) todas as encarnações das Steam Machines estão adiados até 2015, em vez de um lançamento no final deste ano como previsto.

“Obviamente, estamos tão ansiosos quando vocês para colocar as Steam Machines em suas mãos. Mas nossa principal prioridade é ter certeza de que, quando isto acontecer, você terá a melhor experiência com jogos possível. Esperamos que você seja paciente conosco no caminho até lá”, escreveu Eric Hope, um funcionário da empresa, no fórum Steam Universe. “Realisticamente, estamos contemplando um lançamento em 2015, e não 2014).

A julgar pelo post de Hope parece que o principal responsável pelo atraso é o Steam Controller, o que não é uma grande surpresa: o design deste gamepad proprietário já passou por duas iterações, e Hope diz que extensas sessões de testes estão “gerando uma tonelada de feedback útil”. O Steam Controller é um aspecto vital das Steam Machines, e uma ponte entre o teclado e o mouse populares entre os jogadores de PCs e os gamepads tradicionais usados nos consoles.

Eu experimentei a segunda iteração do Steam Controller durante a GDC 2014 em março deste ano e fiquei um tanto desapontado com a experiência. Usar o Steam Controller não me pareceu tão preciso quanto um teclado e mouse, nem tão intuitivo quanto o controle do Xbox 360. Pelo menos para alguém que cresceu com gamepads nas mãos. Por isso acredito que será difícil convencer os gamers de PC mais ferrenhos a adotá-los.

Mas é para isso que servem as iterações. Não há como prever o que a Valve irá nos entregar, e talvez eles consigam resolver os maiores problemas com o controle. O atraso também pode ser bom para a Valve, permitindo mais tempo para que a empresa consiga jogos de renome compatíveis com Linux antes do lançamento das máquinas. A falta de suporte nativo ao Linux em muitos jogos populares ainda é uma grande barreira para os planos da Valve para o SteamOS.

gamesshutter_625.jpg

Vamos ter que esperar um pouco mais para ver o que a Valve está preparando para nós. Mas somos todos fãs de Half-Life 3, não? Esperar é o que fazemos de melhor.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail