Home > Notícias

Veja como o novo iPad se sai contra seus principais rivais Android

Em comparação a partir de benchmarks, tablet da Apple também se saiu bem com sua câmera. Concorrência precisa redobrar esforços contra Apple.

Macworld / EUA

16/03/2012 às 15h35

Foto:

A terceira geração do iPad está entre nós, e, após comparar suas especificações, chegou a hora de nós testarmos o aparelho contra alguns de seus principais rivais Android. Apesar de nossos testes de bateria ainda não estarem finalizados, já é possível ter uma imagem mais clara do novo aparelho da Apple. Colocando de maneira simples: o novo iPad fica no topo do grupo, especialmente por causa das força das melhorias em sua tela. Mas isso não quer dizer que todos os rivais devem abandonar a corrida; só significa que eles precisarão trabalhar mais forte para superar a liderança do iPad.

Para essa comparação, testamos o novo iPad, o anterior iPad 2, e três rivais Android bem-cotados com telas de 10,1 polegadas: o Asus Eee Pad Transformer Prime TF201, o Samsung Galaxy Tab 10.1 (a versão com 4G LTE), e o Toshiba Excite 10 LE.

Todos os modelos Android dessa relação possuem telas com resolução de 1280x800 pixels, o que significa que eles derrotam a proporção de pixels por polegadas do iPad 2, 150 ppi contra 132 ppi. Por outro lado, o novo iPad traz uma impressionante Tela Retina, com 2048x1536 pixels, alcançando nada menos que 264ppi – e, sim, esses pixels fazem diferença. Uma grande diferença.

novoipad_390.jpg

A tela como diferencial do iPad

A Tela Retina é o principal novo recurso da terceira geração do tablet da Apple, e isso é importante, considerando que toda a parte frontal de um tablet é a sua tela. Fizemos torturantes testes com a tela usando centenas de fotografias, e ficamos impressionados em como ele renderizou bem as imagens – uma tarefa que rotineiramente não é realizada com tanta facilidade pela concorrência baseada no sistema Android.

tabelaipad_tela.jpg

Os efeitos finais na tela do iPad foram bastante agradáveis: não apenas as cores apareceram com um visual bonito e preciso, mas os tons de pele pareceram mais realistas do que no iPad 2 e do que em qualquer um dos rivais Android. Além disso, a tela do novo iPad apresentou um nível altíssimo de claridade e detalhe. 

Câmera melhorada do iPad

Vamos admitir: a melhor câmera é sempre aquela que está com você; e se você tem um tablet em mãos, ele tem potencial para ser uma ótima câmera porque a tela grande torna o enquadramento fácil.

A qualidade do sensor de câmera do novo iPad melhorou dramaticamente, ao ponto em que as imagens são realmente utilizáveis. Em nossos testes de câmera para vídeos e fotos, o novo iPad empatou com o Asus Transformer Prime na liderança. Esse resultado é especialmente impressionante quando você considera que o Prime possui um sensor de 8MP, enquanto que o iPad carrega um sensor de 5MP.

De qualquer maneira, a Apple ainda tem muito espaço para melhorar em termos de exposição e ruído no que diz respeito as capacidade de captura do iPad. O vídeo que fizemos casualmente em um corredor adequadamente iluminado ficou com um pouco mais de ruídos do que o ideal, mas o clipe ainda ficou altamente “assistível” – e superior aos vídeos capturados com tablets rivais, com exceção do Prime. (Até o momento, só realizamos testes em locais internos para as fotografias.)

tabelaipad_camera.jpg

Tão importante quanto o sensor é o fato de que a câmera foi fácil de usar e apresentou uma resposta extremamente positiva. Até mesmo no Asus Transformer Prime, que usa um chip Nvidia Tegra 3, o app de câmera leva um tempinho para focar, capturar e passar para a próxima fotografia. Em comparação, o novo iPad fazia tudo de maneira rápida e eficiente. Gostamos da maneira como o app de câmera do Android fornece várias opções de foto em uma maneira prontamente acessível, mas a lentidão do app é simplesmente intolerável.

Leia mais na Macworld

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail