Home > Dicas

Veja o que importa na hora de comprar um eletrônico

Pode ser um computador, impressora, câmera digital, smartphone ou HD: na hora de comprar um eletrônico, sempre há características que você pode ignorar. Veja o que realmente importa!

Equipe PCWorld EUA/Brasil

25/07/2011 às 12h25

Foto:

Nota do Editor: esta é uma reedição de uma matéria originalmente publicada em 2011. Modificamos nossas recomendações de acordo com o que os usuários esperam e o que os fabricantes oferecem em 2012.

Uma das perguntas mais comuns que ouvimos é: “Quero comprar um novo [insira seu produto favorito aqui]. Qual é a melhor escolha?”. Não há uma resposta fácil, já que cada pessoa tem necessidades diferentes, e a cada semana surge um novo “gadget do momento” que torna o modelo anterior obsoleto, e mais barato.

Entretanto, em todas as categorias de produtos há características amplamente anunciadas que não significam nada para a maioria das pessoas. Também há aquelas que são importantes só em alguns contextos, e outras que são importantíssimas, mas não recebem muita atenção.

Então, antes de abrir a carteira e gastar seu suado dinheirinho em um processador com um quaquilhão de gigahertz ou uma câmera com zoom digital de 30x, leve em consideração nossos conselhos a seguir. Você pode acabar gastando menos, e ficando muito mais satisfeito com sua compra. Clique sobre cada categoria para obter mais informações.

Preste atenção na hora de comprar...

Um desktop ou notebook: não se deixe levar apenas pelos gigahertz. Preste atenção em características como a quantidade de RAM e, em notebooks, a autonomia de bateria.

Um smartphone: a autonomia de bateria é a principal característica, já que sem ela seu novíssimo gadget não passa de um peso de papel. Fique atento também à tela!

Um tablet: câmera de 5 MP? Processador dual-core? Tudo isso é menos importante do que o tamanho, peso e, principalmente, a autonomia de bateria.

Uma câmera digital: zoom digital de 30x e tela de 4”? Nada disso importa se ela leva mais de 1 minuto para ligar e não tem recursos que atendam às suas necessidades.

Uma TV de alta-definição: esta categoria é um verdadeiro campo minado de termos e características que são impossíveis de comparar, e às vezes não significam nada. Concentre-se no tamanho da tela (e de sua sala!)

Uma impressora: o custo por página é crucial, já que aquela impressora “baratinha” pode acabar custando uma fortuna a cada troca de cartuchos ou toner.

Um HD: muito espaço e flexibilidade na forma de conectá-lo ao PC, são os principais pontos. Todo o resto é supérfluo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail