Home > Notícias

Venda da PA Semi irrita Departamento de Defesa dos EUA

Processador da empresa usado em programas dos serviços armados pode deixar de ser fabricado.

Redação do IDG Now!

24/04/2008 às 15h02

Foto:

A Apple terá de enfrentar a ira do Departamento de Defesa dos EUA por ter comprado a empresa de semicondutores PA Semi, segundo o jornal EE Times.

O processador PWRficient, da startup, é usado em programas das principais áreas dos serviços armados, de acordo com um cliente da PA Semi que acredita no encerramento da produção desse componente.

“Alguns dos nossos clientes disseram que irão levar o assunto ao Departamento”, afirmou uma fonte de uma das diversas empresas que fabricam placas com o processador.

A fonte disse que conhece dez sistemas de defesa que usam CPUs PWRficient, sendo que um deles recentemente previu que usaria 70 mil unidades do chip na próxima década. Uma única empresa chegou a prever que venderia 100 milhões de produtos baseados em chips da PA Semi nos próximos quatro anos.

“Nunca vi a adoção tão rápida de um produto na área militar”, disse a fonte. “Normalmente, usuários dessa área esperam um bom tempo antes de adotar novos produtos, mas isso não aconteceu dessa vez”, acrescentou.

Na segunda-feira (21/04), a PA Semi comunicou aos seus clientes que seria comprada e que talvez não produzisse mais chips. Entretanto, disse a empresa que a estava adquirindo estava disposta a fornecer o componente, se fosse bem-sucedida na transferência da tecnologia a terceiros.
++++
A transferência em questão é provavelmente a licença da arquitetura do PowerPC, que a PA Semi compartilha com a IBM e que autoriza a criação de um chip PowerPC próprio da PA.

“Não sei o que a Lockheed Martin ou a Raytheon (gigantes da indústria de segurança) vão pensar sobre a possibilidade de ficar sem os processadores”, disse a fonte.

Segundo a PA Semi, a Apple não está interessada nos seus produtos, mas sim na sua propriedade intelectual e em seus talentos de engenharia.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail