Home > Notícias

Venda de celular no Brasil cai 5% em 2009

Segundo a consultoria Gartner, 45,5 milhões de celulares foram comercializados no ano passado; iPhone cresce 22%

Redação do IDG Now!

26/02/2010 às 19h14

Foto:

Em 2009, o mercado brasileiro ganhou, segundo a consultoria  Gartner, 45,5 milhões
de celulares – uma queda de aproximadamente 5% em
relação ao resultado de 2008, de 47,8 milhões de aparelhos.

Os números fazem parte do mais recente levantamento realizado pelo Gartner sobre o mercado no país e apontam a Nokia como líder, com 32,6% de participação. Em 2009 ela vendeu 14,8 milhões de aparelhos de todas as categorias.

No ano, contudo, a Nokia perdeu 1,7 pontos porcentual em participação de mercado – a fabricante havia fechado 2008 com 16,3 milhões de aparelhos vendidos.

Em queda
Além da Nokia, outros dois grandes fabricantes tiveram sua fatia de mercado reduzida em 2009: Motorola e Sony Ericsson. Esta última vendeu 3,3 milhões de aparelhos em 2009, o que lhe rendeu participação de 7,4% - em 2008, essa fatia era de 11,1%.

A queda mais dramática foi a da Motorola, que entregou ao mercado no ano passado 6 milhões de aparelhos. Em 2008, suas vendas tinham sido de 11,4 milhões.

No ranking brasileiro, em participação de mercado, a líder Nokia é seguida pela LG Electronics (22,5%), Samsung (18,5%) e Motorola (13,4%). No quarto trimestre do ano passado, as vendas de iPhone tiveram uma pequena recuperação, com crescimento de 22% no período, com 94 mil aparelhos vendidos, segundo o instituto de pesquisas Gartner.

Smartphones na AL
O Gartner também divulgou os números do mercado de smartphones para a América Latina, referentes a 2009. Na região, o setor é liderado pela Nokia (42,7%), seguido por Research in Motion/BlackBerry (34,6%), Apple (11,1%), Motorola (4,4%) e Samsung (3,9%).

Ao contrário do mercado de celulares, o segmento de smartphones tem crescido de forma acelerada na região. De 2008 a 2009, as vendas desse tipo de aparelho quase dobraram – de 3,7 milhões, saltaram para 7,2 milhões.

Em smartphones, duas empresas perderam mercado na América Latina: a Nokia e a Motorola. A fabricante de origem finlandesa vendeu 3 milhões de aparelhos na região em 2009, um crescimento em relação ao resultado de 2008 (2,3 milhões).

No entanto, com a evolução do tamanho do mercado, de 3,7 milhões em 2008 para 7,2 milhões em 2009, sua fatia do bolo diminuiu em relação ao todo. Das grandes fabricantes de smartphones, a Nokia é a única que teve aumento nas vendas, mas perdeu participação no mercado.

Diferente
O caso da Motorola é diferente. Suas vendas caíram de 601,1 mil aparelhos em 2008 para 320,3 mil em 2009. Com isso, sua participação de mercado, que era de 16,1% há dois anos, caiu para quase um quarto disso (4,4%).

Na quinta-feira (25/2), a Motorola lançou no Brasil mais um smartphone com Android, o BackFlip. Desde dezembro a empresa já oferece no país o Milestone (Droid, nos EUA), também com o sistema do Google.

Como a Motorola, outras empresas tiveram queda em vendas de smartphones, como a Palm e a HP. A participação individual dessas empresas no mercado brasileiro, no entanto, não chegam a 1%.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail