Home > Notícias

Venda de ultraportáteis não salva mercado de PCs em 2009, diz IDC

Embora as previsões apontem que a venda de netbooks deva dobrar este ano, demanda mundial por PCs deverá continuar em queda.

IDG News Service/ EUA

15/01/2009 às 8h54

Foto:

Os ultraportáteis terão grande aumento de vendas em 2009, mas tal crescimento não será suficiente para cobrir a queda na demanda de computadores causada pela crise financeira mundial, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo IDC e pelo Gartner na quarta-feira (14/01).

Vendas de netbooks totalizaram 10 milhões em 2008 e este número deve dobrar este ano, afirma o estudo. Mas o crescimento terá pouco impacto sobre a desaceleração - e até mesmo queda - nas vendas dos PCs em geral, inclusive laptops tradicionais e desktops.

O IDC define como netbooks os dispositivos com tela entre 7 e 12 polegadas e que operem completamente um sistema operacional comum.

Nem mesmo o novo Windows 7 irá melhorar o cenário das vendas de PC tanto quanto se espera sempre que há lançamento de um novo sistema operacional. Enquanto as empresas, como sempre, adiam a adoção até que os principais bugs sejam reparados, os consumidores finais provavelmente irão esperar até que a economia volte a se recuperar, disse Doug Bell, analista do IDC.

Após seis anos consecutivos de crescimento, a venda mundial de computadores cairá 0,4% em relação ao ano passado.

O principal consenso no mercado é de que as empresas diminuirão drasticamente seus gastos com TI, afirma Bell. Já o usuário final irá optar por PCs mais baratos, como os ultraportáteis que custam entre 300 e 500 dólares.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail