Home > Notícias

Vendas de eletrodomésticos pela internet cresce 9% de março a junho

Com redução do IPI, pedidos de eletrodomésticos sobem de 217 mil em março para 236 mil em junho. Segmento é o segundo que mais vende online.

Daniela Braun, do IDG Now!

21/07/2009 às 15h00

Foto:

O segmento de eletrodomésticos representou 13% do volume transacionado no comércio eletrônico brasileiro em junho e subiu da quarta para a segunda posição entre as categorias mais vendidas entre março e junho deste ano, de acordo com um balanço da consultoria e-bit nesta terça-feira (21/7).

O volume de pedidos de eletrodomésticos no varejo online cresceu 9% de março a junho - de 217 mil pedidos em março para 236 mil em junho, segundo a e-bit. Na avaliação da consultoria, a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em abril, que gerou quedas de até 20% nos preços de alguns eletrodomésticos, colaborou para o aumento das vendas online da categoria, que antes figurava entre quarto e quinto lugares no e-commerce brasileiro.

A intenção de compra de eletrodomésticos aumento 74%, em média, entre março e abril e maio e junho deste ano, de acordo com o relatório Retail Monitor, da e-bit. Além dos eletrodomésticos, a categoria Eletrônicos também ganhou duas posições e ficou em quinto lugar entre os segmentos que registram maior volume de vendas online, no período de março a junho deste ano.

A categoria Informática perdeu uma posição, caindo o segundo para o terceiro lugar, no mesmo período, enquanto Livros e Assinaturas de Revistas e Jornais se manteve na primeira posição em volume de vendas entre março e junho.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail