Home > Notícias

Vendas de Macs crescem 23,7% nos EUA, segundo o Gartner

Apple obteve resultados acima da média em relação ao mercado de computadores; consumidores preferem um iPad do que um novo PC

Computer World / EUA

17/01/2011 às 16h53

Foto:

A Apple contrariou as tendências do último trimestre nos Estados Unidos ao divulgar ganhos de dois dígitos nas vendas enquanto os gigantes dos PCs, como a HP e a Dell perderam espaço no mercado, de acordo com informações de empresas de pesquisa de mercado.

Contudo, a Apple caiu para o quinto lugar nos EUA nas vendas de computadores durante o último trimestre de 2010, devido às fortes vendas de equipamentos dos concorrentes no mercado corporativo , que empurraram a empresa dois lugares abaixo. Tanto a Gartner quanto o IDC colocavam a Apple em 5º lugar para o fim do ano passado, atrás da HP, Dell, Acer e Toshiba.

A analista da consultoria Gartner, Mikako Kitagawa explicou essa queda da Apple – que no terceiro trimestre de 2010 figurava no 3º lugar nos índices – citando as fortes vendas de PCs para empresas, um mercado no qual a Apple historicamente sempre ficou atrás de companhias com a Dell e a HP. “ O mercado mostrou um crescimento saudável durante o trimestre”, disse Kitagawa.

O IDC destacou também as fracas vendas de desktops domésticos nos Estados Unidos, com o analista Jay Chou sublinhando uma “fadiga dos consumidores” em muitos mercados, incluindo a América, enquanto o interesses em netbooks diminuiu e os consumidores acompanharam de perto com o que estava gastando.

De acordo com a Gartner, a Apple vendeu 1,9 milhão de desktops e notebooks durante o quarto trimestre, abocanhando 9,7% da taxa de mercado nos EUA. O IDC, por sua vez, indicou 1,7 milhão de Macs vendidos e 8,7% de taxa de mercado. 

 

imac390.jpg
Apesar da diminuição de vendas para empresas, Apple apresentou números positivos e continua a abocanhar o mercado

Apesar disso, a Apple superou a taxa de crescimento média das empresas nos EUA com folga, mostrando, assim como foi feito no ápice da recessão, que ela consegue aquecer o mercado de consumidores mais do que qualquer outra fabricante de computadores. As vendas da Apple no quarto trimestre foram 23,7% maiores do que no mesmo período de 2009, informou a Gartner. Já a IDC, apontou que o crescimento anual teria sido de 15,2%. Esses números ultrapassaram a média de crescimentos das indústrias, que caíram para valores negativos em ambas empresas de pesquisa.

Entre os cinco maiores vendedores de computadores nos Estados Unidos, somente a Apple e a Toshiba não ficaram no vermelho nos índices de crescimento. A Acer despencou e obteve o pior resultado entre as cinco empresas, caindo 30,4% na estimativa da Gartner, e 28,5% nos resultados do IDC. A Apple não obtém resultados ruins desde 2003, e, desde então, o mercado de Macs têm crescido acima da média das indústrias. 

Tanto a Gartner quanto a IDC também sublinharam que as vendas de PCs para consumidores nos EUA foi abatida pelos tablets, um mercado que a Apple atualmente controla com o iPad. “Os consumidores não querem gastar dinheiro com PCs” afirmou Kitagawa. “Eles possuem muitas escolhas, incluindo os tablets”. Analistas de ambos institutos de pesquisa especularam que o declínio nas vendas poder ser parte permanente desse ambiente, enquanto os consumidores, em vez de trocarem ou comprarem PCs, adquirem tablets.

Kitagawa resistiu em utilizar o termo “canibalização” para definir o que os tablets estão fazendo com as vendas de PCs, ressaltando que as pessoas não estão necessariamente comprando um tablet, em vez de um computador tradicional, contudo estão comprando um tablet agora, e deixando o upgrade da máquina de casa para depois. “Alguns consumidores estão aumentando o ciclo de vida de seus PCs”, disse a analista. “Eles continuam com o computador, porém gastando a renda extra em outras coisas, seja um tablet, um videogame ou comendo mais”.

Kitagawa disse que essa queda das vendas dos PCs tradicionais irá aumentar em 2011 com a queda do preço dos tablets com a esperada apresentação de dispositivos baseados em Android que competem com o preço do iPad. 

 

ipad-390.jpg

Consumidores tendem a comprar um tablet novo do que aprimorar o desktop em casa, apontam analistas

O IDC fez a mesma previsão. “Essa situação deve persistir em 2011, se não aumentar mais ainda. O tablets podem fazer uma grande mudança no mercado tradicional de PCs”, destaca nota David Daoud, diretor de pesquisas da IDC. Ambos institutos separam os números de vendas de tablets das de  computadores. Se os dados estivessem juntos, como se fossem netbooks, por exemplo, a Apple conseguiria alcançar o terceiro lugar.

Outros analistas, como Brian Marshall, da Gleacher &Co, estimaram em 6 milhões de unidades as vendas de iPad ao redor do mundo no último trimestre, enquanto os Macs venderam 4 milhões no mesmo período. O montante de 10 milhões de dispositivos poderia colocar a Apple em terceiro lugar dos cindo lugares do ranking do IDC, atrás da HP e da Dell. Os mesmos números colocariam a Apple na quarta posição na lista da Gartner.

A Apple deve anunciar amanhã (18/1) seu resultado financeiro de 2010, contendo os ganhos do último trimestre de 2010.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail